Partido de Berlusconi defende eleições antecipadas na Itália

A maior formação política de direita da Itália, Povo da Liberdade (PDL), fundada por Silvio Berlusconi, se disse nesta quinta-feira favorável à convocação de eleições antecipadas após a renúncia neste fim de semana do chefe de governo, anunciou o secretário-geral, Angelino Alfano.

“Mantemos a decisão tomada na semana passada de apoiar a convocação de eleições antecipadas”, disse Alfano.

Segundo Alfano, o partido apoia também a eleição do economista Mario Monti como primeiro-ministro do país.

Pressionada pelos mercados, a Itália deve acelerar o processo de formação de um novo governo confiável e capaz de tranquilizar os mercados. O respeitado economista Mario Monti é o mais indicado para suceder Silvio Berlusconi.

A candidatura do economista, atual diretor da prestigiosa Universidade Bocconi de Milão, para liderar o governo foi reforçada nesta quinta-feira com o apoio explícito do próprio Berlusconi.

Em uma carta de felicitação enviada para Monti, Berlusconi desejou um “frutífero trabalho pelo interesse do país”, num claro gesto de apoio.

Soma-se a isso a nomeação de Monti como senador vitalício pelo presidente italiano Giorgio Napolitano, o que pode ser interpretado como prelúdio para a ascensão à liderança do governo.

DA FRANCE PRESSE, EM ROMA

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog