Perto de sair, Valdivia deve dar prejuízo ao Palmeiras

O Palmeiras está muito perto de vender Valdivia. E, ao que tudo indica, o clube terá um prejuízo milionário.

O jogador, contratado a peso de ouro no ano passado e que nesta temporada alterna contusões e convocações para a seleção chilena, deve ser negociado com o Al Saad, time dos Emirados Árabes.

Havendo uma proposta que chegue a € 9 milhões (R$ 21 milhões), o Palmeiras está propenso a vendê-lo. E esse valor não é por acaso.

  Ricardo Nogueira – 28.ago.11/Folhapress  
Valdivia tenta dominar a bola no clássico contra o Corinthians
Valdivia tenta dominar a bola no clássico contra o Corinthians

O clube entende que o mínimo aceitável para liberar o atleta deve somar os € 6,25 milhões da dívida do clube com o Banco Banif, que concedeu carta de crédito na negociação que o trouxe de volta, mais € 2,7 milhões de uma multa acertada com o ex-clube do meia, caso ele fosse negociado com outra equipe dos Emirados Árabes.

Vendê-lo por € 9 milhões seria um valor muito otimista para o Palmeiras. E mesmo assim o clube teria prejuízo. O Palmeiras teria que vendê-lo por ao menos € 13 milhões para não perder dinheiro.

Pois apenas 54% dos direitos de Valdivia pertencem ao clube, que tem de pagar carta de crédito de € 6,25 milhões, mais juros, ao Al Ain, ex-clube do meio-campista.

Ao vendê-lo por € 9 milhões euros, só € 4,8 milhões entrarão nos cofres palmeirenses, sobrando, assim, € 1,42 milhão a ser pago ao Banif.

Outros 36% pertencem ao empresário Osório Furlan Jr., e 10%, ao próprio jogador.

A expectativa de Furlan Jr. é que chegue uma oferta hoje de € 5,5 milhões. Até quarta, não havia chegado nenhuma proposta oficial.

Dois empresários têm mantido contato com o presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, para levar Valdivia aos Emirados. Um deles é Rodolfo Forte, que trouxe Valdivia ao clube no ano passado.

“Não teve proposta oficial até agora [quarta-feira]. Quando chegar, se chegar, vou olhar”, disse Tirone, que descartou vendê-lo por € 5,5 milhões.

‘TIRO NO PÉ’

Valdivia chegou com status de salvador da pátria. No currículo, um título estadual, em 2008. Mas nesta temporada ele tem jogado pouco. Dos 52 jogos que o clube fez, Valdivia esteve em 21.

“Contratar o Valdivia foi um tiro no pé. Ele não joga nunca. Está sempre machucado ou servindo a seleção chilena”, disse Furlan Jr., que crê em uma negociação.
“Eu falei ao Tirone: pode vender. Ele não joga nunca e só dá dor de cabeça. Eu acho que ele dificilmente ficará”, disse o empresário, também conselheiro palmeirense.

O próprio Valdivia dá pistas do desgaste com o clube. Ontem, em seu Twitter, ele reescreveu frases agressivas dos próprios torcedores do Palmeiras. E publicou notícia de portal chileno que falava sobre a intenção do Palmeiras em vendê-lo. “Tire suas próprias dúvidas”, tuitou.

Fonte: Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog