Petrolina destaca-se no Índice Firjan como um dos municípios mais desenvolvidos do Brasil

O município de Petrolina, localizado no sertão pernambucano, teve um aumento no índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) que subiu de 0,683 em 2008 para 0,7065 em 2009 e se mantêm acima da média, destacando-se em relação a outros municípios do Brasil. O resultado positivo é refletido nas melhorias da educação, geração de emprego e renda.

O Índice Firjan-IFDM foi criado pelo Sistema Firjan para acompanhar a evolução dos 5.564 municípios brasileiros e o resultado da gestão das prefeituras. Em 2009, foi revelado que o país tem 62,9% de cidades com desenvolvimento de moderado a alto; com periodicidade anual, recorte municipal e abrangência nacional. O IFDM considera três áreas de desenvolvimento – Emprego e Renda, Educação e Saúde – baseado em dados declarados pelas próprias prefeituras ao Governo Federal.

Ao contrário de 2007, quando o índice caiu de 0,6672 em 2006 para 0,6568 em 2007, piorando os índices de educação, geração de emprego e renda em relação ao ano anterior (2006). As estatísticas oficiais mais recentes que estão disponíveis são de 2009. O estudo começou em 2008, comparando os anos de 2005 e 2000 que permite determinar com precisão se a melhora ocorrida em determinado município foi decorrente de medidas políticas ou apenas o reflexo da queda de outro município.

Segundo o economista e Diretor-Presidente da Agência Municipal do Meio Ambiente do município, Geraldo Júnior, Petrolina está entre os 22,6% dos municípios mais desenvolvidos no Brasil e entre os 24,3% do Nordeste. Seu índice Firjan foi superior ao do Estado de Pernambuco. Isso é fruto de uma dinâmica que a cidade começou a adquirir em 2009, saindo de um estado de estagnação no qual estava acomodado o índice. “O Firjan é uma ferramenta importante para avaliarmos o crescimento do município. No que diz respeito ao ponto de vista social, por exemplo, tivemos a comprovação que o município está se desenvolvendo de maneira justa e equitativa, e na economia esse índice serve como instrumento para atração de novos investimentos e empreendimentos, provocando um efeito multiplicador positivo”, afirmou.

Texto: Élida Maria
Foto: Gilson Pereira

Com Ascom/PMP

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog