PF investiga italiano que faria festas de Berlusconi

Premiê italiano, Silvio Berlusconi (France Presse)

O empresário italiano Valter Lavitola, conhecido por agenciar prostitutas em festas dadas nas mansões do primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, é investigado pela Polícia Federal no Brasil, informa reportagem de Marco Antônio Martins, publicada na edição desta terça-feira da Folha.

Lavitola, que segundo promotores de Nápoles teria extorquido o premiê italiano, é alvo de um mandado de prisão na Itália, mas a Interpol ainda não foi informada e espera a ordem de prisão do país tentar prender o empresário.

Atualmente, seu paradeiro é desconhecido, mas a Inteligência da Polícia Federal tem informações de que Lavitola visita o Brasil para acompanhar seus negócios no país.

O empresário comprou, em 2004, a Pesqueira de Barra de São João, à beira de um rio em Rio das Ostras (a 170 km ao norte do Rio). O negócio custou R$ 400 mil.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog