Policial civil é presa em Curitiba acusada de matar ambulante

Uma policial civil de 49 anos foi presa em flagrante no centro de Curitiba, na tarde sexta-feira (16), sob suspeita de matar um vendedor ambulante.

Segundo a Delegacia de Homicídios, a policial estava lotada no CAP (Centro de Atendimento Psicossocial) da corporação e passava por tratamento devido a problemas psicológicos.

A prisão foi feita pela delegada da Delegacia de Homicídios, que passava perto do local e ouviu os disparos.

Segundo testemunhas, a policial estava dentro de uma lanchonete quando começou a discutir, aparentemente por um motivo banal, com o vendedor ambulante.

Ela teria ameaçado matar o homem. Ele então disse que o uso da arma demonstrava abuso de poder e saiu do local.

No entanto, como ele tinha deixado de pagar o que consumiu, foi chamado de volta para acertar as contas.

Nesse momento, ainda de acordo com testemunhas, ele pediu desculpas à policial, mas ela voltou a discutir com ele e, por fim, atirou.

A policial foi ouvida na Delegacia de Homicídios e transferida para o Centro de Triagem.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog