Por massa, São Paulo cobra menos por ingresso do que em 2009

Em 2009, assistir no estádio a uma partida do São Paulo no Campeonato Brasileiro custava em média R$ 26,58.

Dois anos se passaram desde então, o poder aquisitivo da população aumentou, o custo de vida subiu. Mas o preço dos ingressos vendidos pelo clube do Morumbi caiu.

Luiz Carlos Murauskas – 27.set.2011/Folhapress
Torcedores formam fila no Morumbi para a compra de ingressos para a partida entre São Paulo e Flamengo
Torcedores formam fila no Morumbi para a compra de ingressos para a partida entre São Paulo e Flamengo

Nos 13 jogos em que atuou como mandante na Série A deste ano, o time faturou R$ 25,96 com cada entrada.

A queda de 2,33% no valor dos ingressos é, na prática, maior devido ao reajuste natural de preços. O índice IPCA registra inflação acumulada de 13,40% desde maio de 2009, quando começou o Brasileiro daquele ano.

Se as entradas fossem reajustadas seguindo o índice, isso é, sem aumento real, o preço médio seria R$ 29,43.

O valor médio dos ingressos da Série A não aumentou tanto quanto a inflação. Mas, ao contrário do que ocorreu no São Paulo, houve alta de 10,22% em dois anos, pulando de R$ 18,58 para R$ 20,48.

Segundo o vice-presidente de marketing do São Paulo, Julio Casares, a política de barateamento dos bilhetes tem um alvo claro: atingir os torcedores de menor renda.

“Viramos um time de massa. Continuamos bem nas classes A e B, mas crescemos nas classes C e D. Temos que melhorar o acesso dos são–paulinos com orçamento mais apertado”, afirmou.

A estratégia, segundo ele, é mexer pouco nos ingressos populares e repassar os aumentos para quem pode pagar. “Esse público aguenta aumentos de 20% ou 30%.”

De fato, o clube possui as entradas mais baratas da Série A no eixo Rio-São Paulo. É possível acompanhar um jogo do time por até R$ 8 –valor proporcional do ingresso para quem adquiriu o carnê no início da temporada.

Com incentivos e estádio grande, o São Paulo tem a segunda melhor média de público do Nacional, com 21.506 pagantes –atrás do Corinthians (27.072). E, apesar do preço, arrecadou mais do que até a 26ª rodada de 2009.

O clube possui os dois maiores públicos da elite do ano. E irá engrossar o domínio da lista com a partida de estreia de Luis Fabiano, contra o Flamengo, no domingo.

Até ontem, 52,5 mil ingressos –dos cerca de 64 mil disponíveis– haviam sido vendidos, mesmo após o clube mudar de política para esse jogo e aumentar os preços.

“Quando a demanda é boa, podemos praticar preços maiores”, afirmou o diretor financeiro são-paulino, Osvaldo Vieira de Abreu.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog