Possibilidade de Libertadores é quase zero, diz Scolari

O revés de domingo, somado à amarga série de resultados recentes, fez com que o técnico Luiz Felipe Scolari anunciasse que o Palmeiras está fora da disputa por uma vaga na Libertadores de 2012.

Rubens Cavallari/Folhapress
Luiz Felipe Scolari durante jogo contra o Santos
Luiz Felipe Scolari durante jogo contra o Santos

“Como eu posso pensar em Libertadores se eu jogo nove ou dez jogos e só faço nove ou dez pontos?”, indagou. Dos últimos nove duelos, a equipe de Scolari só venceu um. O último triunfo palmeirense ocorreu há três rodadas, em 22 de setembro, por 1 a 0, ante o Ceará, em casa.

“Não posso tentar enganar o torcedor dizendo que dá para conseguir vaga na Libertadores. Por pontos, dá. Mas infelizmente, nossa possibilidade, se não é zero, é quase zero. Não estou jogando a toalha, mas é a nossa realidade”, declarou o treinador.

“Nossa chance de passar seis candidatos para chegar em quarto [e se classificar para a Libertadores] é quase impossível”, afirmou Scolari. A última cartada do treinador para se manter na disputa pela Libertadores foi escalar o Palmeiras com três zagueiros –Thiago Heleno, Maurício Ramos e Henrique– no clássico de domingo.

A formação foi considerada conservadora pelo técnico santista Muricy Ramalho. “O Palmeiras veio para empatar. Olha o time que eles vão entrar”, declarou o treinador anfitrião antes do início do jogo na Vila Belmiro.

Mas a retranca de Scolari não conseguiu parar Borges, artilheiro do Nacional. E o Palmeiras, que tem 40 pontos no Brasileiro, encara, agora, uma série de partidas contra equipes do Rio.

Na quarta-feira, no Engenhão, a equipe de Scolari enfrenta o Flamengo. No domingo, recebe o Fluminense. Já o Santos volta a jogar na quinta-feira, contra o Atlético-MG, fora de casa.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog