Prefeito envia ao MEC pedido de exclusão do ENEM na Universidade Federal do Vale do São Francisco

OFÍCIO Nº. 047/2012 – GAB/PMP. Petrolina-PE, 15 de março 2012.

Assunto: Exclusão do ENEM na Universidade Federal do Vale do São Francisco.

Senhor Ministro,

1. “A Univasf foi criada em 2002 e seu funcionamento efetivo aconteceu em 2004 com a publicação do edital para o primeiro vestibular, ocupando um vazio enorme do semi-árido, região mais deprimida do país. Os jovens do pólo Petrolina/ Juazeiro para alcançar a Universidade teriam que se deslocar cerca de 700 Km. Era grande a inconformação dos jovens sem acesso ao curso universitário.

2. Criada a Universidade, um reclame do povo, o governo da União não poupou esforços para sua consolidação. Hoje são 20 cursos de graduação, 4.505 alunos, 392 professores e 279 funcionários. Tudo corria bem para a região até o advento do ENEM. Com o ENEM, o acesso dos jovens nativos do semi-árido está cedendo as vagas da Univasf para estudantes do Centro-Sul.

3. Ora, Senhor Ministro, as nossas desigualdades regionais são enormes. A parte fraca do semi-árido não deve contas a outros estados da União para pagar com vagas da Univasf. Pedimos, pois, a Vossa Excelência que, excluindo a Univasf do ENEM, Vossa Excelência mais uma vez reafirme o uso do poder para fazer justiça com a parte mais pobre do Brasil, o semi-árido.

4. A nossa Univasf ocupa o espaço mais frágil do Brasil, sertão de Pernambuco, sertão da Bahia e confins do Piauí. Os nossos jovens talentosos não podem perder a oportunidade de sucesso. O ENEM não cabe entre nós.”

Respeitosamente,

JULIO EMILIO LOSSIO DE MACEDO
Prefeito.

Fonte: Da Ascom/PMP

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog