Prefeitura participa da campanha de recebimento itinerante de embalagens de agrotóxicos em Juazeiro

A Prefeitura Municipal de Juazeiro, através da Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente (SEADRUMA), em parceria com a Associação do Comércio Agropecuário do Vale do São Francisco (ACAVASF), estão promovendo desde o dia 11 de outubro a campanha ‘Projeto Campo Limpo’ em alguns perímetros irrigados da zona rural de Juazeiro.

O projeto busca recolher embalagens de agrotóxicos vazias e nesta teça-feira (18) vai atuar nas comunidades de NH-1, NH-2, em Itamotinga, e Lagoa da Pedra e Campos , em Maniçoba. Segundo Maria do Socorro Borges, coordenadora de assistência técnica da Codevasf, o recebimento itinerante, iniciado desde 2006, é uma das formas de preservar o meio ambiente e a saúde dos agricultores. “O projeto evita que esse material seja depositado em locais inadequados. Temos que trabalhar muito a questão educacional com os produtores/agricultores, já que por anos eles vêm realizando inadequadamente a destinação dessas embalagens. É preciso desenvolver um trabalho mais efetivo de conscientização, despertando neles a importância desse programa.”, declarou, ressaltando que as comunidades têm participado, porém, é preciso  que o número de embalagens arrecadadas seja maior.

A destinação final correta das embalagens vazias de agrotóxicos é importante para a preservação da saúde das pessoas e do meio ambiente e está prevista em lei federal.

Na região do Vale do São Francisco, a Acavasf faz o recebimento das embalagens utilizadas pelo pequeno produtor e encaminha à Central de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos, localizada no Núcleo-1, do Perímetro de Irrigação Senador Nilo Coelho, em Petrolina (PE). Na central de recebimento, o rótulo é retirado e é feita a classificação das embalagens. Depois desse processo, o material é prensado e encaminhado a uma empresa de reciclagem ou para um incinerador, indicado pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev), que é responsável pela logística.

De acordo com o gerente de fomento a produção agropecuária da SEADRUMA, Josival Barbosa, o primeiro procedimento que deve ser feito para descontaminar as embalagens, é a tríplice lavagem, método realizado após o uso dos agroquímicos. “É importante que os agricultores após usar os agroquímicos, realizem a tríplice lavagem das embalagens vazias, e depois separá-las das outras. Se esse método não for realizado imediatamente, a embalagem estará contaminada, causando risco para o agricultor e para o ambiente”, informou.

A Prefeitura atua na campanha através da mobilização e detecção dos locais a serem visitados e coleta de embalagens. Segundo dados do Inpev, o Brasil dá a destinação adequada – reciclagem ou incineração – para 80% das embalagens de produtos fitossanitários colocadas no mercado e 96% do total de embalagens primárias (aquelas que entram em contato direto com o produtor). Essa média é superior a de países como Alemanha, que destina atualmente 60%; Austrália, 50%; França, 45%; e os Estados Unidos, menos de 20%.  Em 2010 foram recolhidas 8,5 toneladas de embalagens em Juazeiro e a previsão para 2011 é recolher 9 toneladas até o final da campanha.

Para o produtor do NH-1 (Maniçoba), João Alexandre Reis, a campanha além de incentivar os produtores a limparem seus lotes também contribui para preservação do meio ambiente. “O projeto é muito importância para a nossa comunidade, haja vista, que retira todas as embalagens que comprometem o ambiente como um todo. Desde o primeiro ano tenho participado do programa, trazendo as embalagens vazias para os pontos de atendimento e percebo que esse interesse tem crescido a cada ano por parte dos produtores”, enfatizou.

O recolhimento que já ocorreu nos projetos Mandacaru e Tourão (11 de outubro), ainda será realizado nos projetos Curaçá (20 de outubro) e Salitre (22 de novembro). Vale destacar que a Plantec, INPEV, Sebrae, ADAB, Codevasf, JM Consultorias, PROJETEC – Projetos Técnicos LTDA, e distritos de irrigação também estão unidos nesta campanha.

Unidades de Coletas:

Projeto Curaçá – 20/10

NH-1 – Centro Administrativo UPROPIC; 9h às 12h
NH-2 – Próximo ao Centro Social; 14h às 16h
NH-3 – Lote 188; 9h às 12h
NH-4 – Ao lado do Centro Social; 14h às 16h

Salitre – 22/11

Escritório da Codevasf no povoado de Lagoa Salitre; 8h30 às 12h.

Com Ascom/Seadruma/PMJ

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog