Presidente da OAB-PA é afastado por suspeita de irregularidade

O Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) decidiu no fim da noite de domingo (23) afastar o presidente da entidade no Pará, Jarbas Vasconcelos, e outros quatro membros da diretoria no Estado.

A decisão de intervir em uma seccional é rara, segundo o vice-presidente da OAB, Alberto de Paula Machado, que presidiu a sessão de ontem. Não cabe recurso no órgão.

Por 22 votos a 4, os conselheiros entenderam que a diretoria estadual violou o Estatuto da Advocacia ao vender irregularmente um terreno da OAB em Altamira (PA). Na venda, segundo os conselheiros, uma assinatura foi falsificada e o valor pago foi abaixo do mercado, entre outros problemas.

Assume agora uma diretoria designada pelo Conselho Federal por pelo menos seis meses, enquanto os envolvidos respondem a um procedimento disciplinar.

Vasconcelos disse que a decisão foi ilegal, que não teve o direito de defesa e que já havia aberto uma sindicância para apurar irregularidades. Ele disse que tentará reverter a decisão na Justiça Federal.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog