Presidente Dilma inicia hoje giro pela Europa

A presidente Dilma Rousseff embarca neste sábado (1º) para a Europa com uma agenda de compromissos em três países, onde não apenas assuntos econômicos e políticos serão discutidos.

De acordo com o porta-voz da Presidência, Rodrigo Baeno, a visita da presidente Dilma à Bulgária, o segundo destino da viagem, terá “um forte componente pessoal, emocional, dados seus laços familiares com a Bulgária”.

Dilma deve ter um encontro com familiares na cidade de Gabrovo, terra natal de seu pai, a 200 km de Sófia, capital do país. Ela não tem mais parentes diretos no município, apenas primos de segundo grau.

Durante a visita, a presidente terá encontros com o presidente da Bulgária, Georgi Parvanov, e com o primeiro-ministro, Boyco Borissov.

A agenda da presidente na Bulgária também terá um viés econômico: a intenção é reforçar investimentos brasileiros na área de aeronáutica e de veículos, com possibilidade de maior presença da Embraer no país e de ônibus brasileiros.

UNIÃO EUROPEIA

O primeiro destino de Dilma será a Bélgica, onde ela participará da 5ª Cúpula Brasil-União Europeia. A crise econômica internacional, já tratada no discurso da presidente na abertura da Assembleia Geral da ONU, em Nova York, estará na pauta de reunião entre a presidente e os representantes dos países europeus.

“A Europa tem um papel importante também na situação no norte da África e no Oriente Médio. Certamente haverá esse diálogo político com a União Europeia”, afirmou Baena em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (30). Dilma deve participar ainda da abertura do festival cultural Europalia –o Brasil é tema do evento neste ano.

A Turquia será o último destino da presidente –será a primeira visita de Dilma após a eleição do primeiro-ministro Recep Erdogan, em junho deste ano.

A comitiva da presidente inclui os ministros Antonio Patriota (Relações Exteriores), Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio), Aloizio Mercadante (Ciência e Tecnologia), Paulo Bernardo (Comunicações), Ana de Hollanda (Cultura) e Helena Chagas (Comunicação Social). Ao todo, Dilma ficará uma semana no exterior.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog