Queda da média de gols do São Paulo passa por Luis Fabiano

Luis Fabiano foi contratado para agradar à torcida são-paulina e para fazer gols. Até agora, a segunda missão é um fracasso retumbante e caro.

Com o ex-atacante do Sevilla em campo, o São Paulo disputou sete jogos e marcou só cinco gols, média de 0,71 por partida. O Fabuloso anotou uma vez, contra o Libertad, no jogo de ida da Copa Sul-Americana. Pouco adiantou: a equipe foi eliminada.

Até Luis Fabiano estrear no time, a média de gols do São Paulo no Brasileiro era das melhores do campeonato. Foram 40 gols em 27 partidas, média de 1,48 gol por jogo.

Ao bater o Ceará por 4 a 0, o São Paulo se colocou como um dos favoritos ao título e passou a ter o melhor ataque -o Fabuloso não havia estreado e imaginava-se que ele resolveria a carência de um jogador de área experiente.

Ricardo Nogueira-23.out.11/Folhapress
Luis Fabiano lamenta gol perdido contra o Coritiba, no Morumbi
Luis Fabiano lamenta gol perdido contra o Coritiba, no Morumbi

A diretoria são-paulina, que acertou a compra de Luis Fabiano na primeira quinzena de março, diz pagar “apenas” R$ 200 mil por mês ao atacante, alegando que o restante dos ganhos do ídolo sai do marketing.

Em uma conta com base apenas nesse salário de R$ 200 mil, o gol solitário de Luis Fabiano (que na prática nada valeu) custou R$ 1,4 milhão -considerando já outubro como o sétimo mês dele no clube e ignorando os R$ 17,6 milhões pagos por ele.

Contundido, ele passou quase toda a temporada em tratamento. E voltou ao departamento médico.

Contra o Vasco, anteontem, Luis Fabiano não atuou, e o ataque, também sem Dagoberto, passou em branco. O São Paulo não fez gols em seus últimos quatro jogos pelo Brasileiro -Leão ainda não viu o time marcar.

Em 180 minutos contra o Libertad, a equipe anotou apenas um tento, aquele de Luis Fabiano no Morumbi.

O badalado atacante desperdiçou um pênalti ante o Cruzeiro, único jogo do São Paulo com ele em que o time tricolor fez mais de um gol.

Após três jogos com uma chuteira verde que atendia interesses da Nike, o atacante recebeu pedido de cardeais do clube para mudar a cor. Nem de laranja a sorte mudou, e o São Paulo deixou a nobre zona da Libertadores.

Fora da Sul-Americana, o time são-paulino foi a São Januário segurar um 0 a 0 com o até então líder Vasco. Foi por conta de um edema que o Fabuloso ficou de fora.

Segundo o departamento médico são-paulino, a lesão não é grave, e Luis Fabiano deve estar em campo sábado, contra o Bahia, para tentar acabar com o jejum de gols de seu time e o dele próprio.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog