Queda de Gaddafi não garante fim do conflito líbio, diz Hillary

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, ainda não confirmou a morte do ex-ditador líbio Muammar Gaddafi, mas assegurou que sua possível captura “não garante o fim do conflito” na Líbia, em entrevista concedida à rede de televisão “CBS” durante sua visita a Cabul, no Afeganistão, nesta quinta-feira.

Muamar Kadafi, Gaddafi ou Gathafi? Veja a grafia para o ditador da Líbia
Kadafi, Khadafi e Gaddafi espalham morte de ex-ditador no Twitter
Veja imagens da comemoração dos rebeles após a captura do líbio
Veja imagens marcantes do ditador
Gaddafi assumiu o poder na Líbia em 1969; saiba mais
Rebeldes anunciam captura de Gaddafi em Sirte, dizem agências

Hillary insistiu que a suposta morte do ex-ditador não significa o fim do conflito, pois ambos os lados, rebeldes e leais à Gaddafi, distribuíram muitas armas entre a população líbia. No entanto, assegurou que, se confirmada a captura, isto seria um “claro avanço”.

Forças rebeldes da Líbia afirmaram que Gaddafi foi capturado e morto hoje em Sirte, sitiada há mais de um mês. O ex-ditador estava desaparecido desde agosto, após fugir de seu quartel-general em Trípoli, capital do país.

Reprodução
Reprodução da AL jazeera
Reprodução da Al jazeera

O vice-presidente do CNT (Conselho Nacional de Transição), Abdelhafiz Ghoga, confirmou nesta quinta em entrevista coletiva à televisão em Benghazi, no leste da Líbia, a morte do coronel. “Gadaffi morreu nas mãos dos rebeldes”, disse Ghoga na entrevista coletiva.

Uma fonte do escritório de informação do Conselho Local de Misrata assegurou à agência Efe que o ex-ditador foi morto durante a tomada de Sirte pelos rebeldes de Misrata, uma das cidades que resistiu ao ataque das forças leais ao regime durante o conflito armado, que começou no dia 17 de fevereiro.

QUEDA DE GADDAFI

O premiê líbio, Mahmoud Jibril, confirmou a captura e morte do ex-ditador. “Nós confirmamos que todos os vilões, e também Gaddafi, deixaram nosso amado país. Acredito que seja o momento de começar uma nova Líbia, com uma Líbia unida, um só povo e um só futuro”, afirmou ele em uma coletiva de imprensa em Trípoli.

Ahmad Al-Rubaye/France Presse
Soldado rebelde se protege durante combate com forças leais a Gaddafi na cidade de Sirte
Soldado rebelde se protege durante combate com forças leais a Gaddafi na cidade de Sirte

“Esperávamos por este momento há muito tempo. Gaddafi está morto”, acrescentou.

O premiê disse ainda que o anúncio oficial de libertação do país deve ocorrer até esta sexta-feira. Ele também pediu que a vizinha Argélia entregue os membros da família de Gaddafi que fugiram para lá em agosto. Dois dos filhos do ex-ditador, sua filha e sua mulher estariam na Argélia.

Segundo a emissora de TV britânica BBC, Gaddafi foi detido pelos rebeldes enquanto tentava escapar de Sirte, sua cidade natal, em um comboio. Há relatos ainda de que o ex-ditador se escondia em um buraco quando foi capturado.

Forças rebeldes da Líbia tomaram o controle hoje das últimas posições mantidas pelos partidários de Gaddafi em Sirte, último reduto ainda leal ao regime. A ofensiva final contra a cidade natal do ditador começou por volta das 8h no horário local e durou cerca de 90 minutos antes de os soldados leais ao regime fugirem.

Com agências de notícias

DA EFE

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog