Resorts da preservada praia do Forte são cidadelas de luxo

Na praia do Forte, perto da sede nacional do projeto Tamar-ICMBio -que pesquisa e conserva tartarugas marinhas no Brasil-, o Iberostar Praia do Forte (www.iberostar.com.br), acessível pelo quilômetro 56 da estrada BA-99, é um complexo hoteleiro espanhol na Bahia cuja estrutura reúne mais de 1.100 apartamentos divididos em dois hotéis: o cinco-estrelas Iberostar Bahia (aberto em 2006) e o Praia do Forte (inaugurado em 2008, em categoria premium, de padrão superior ao do primeiro).

Veja galeria de fotos sobre resorts brasileiros
Bahia abriga base para preservação de tartarugas marinhas
Resort isolado à beira-mar em Guarujá tem sotaque francês
Agitado, Guarujá é balneário desde 1893

Esses dois resorts são cidadelas de luxo a todo o vapor, com capacidade para até 50 mil pessoas. São arquitetados para o mínimo de desperdício -e, curiosamente, consomem 65 mil cocos por mês.

Pioneira em ecoturismo no país, a região da praia do Forte também é sede de pousadinhas de charme e de uma vila bem preservada, com rede elétrica subterrânea e construções com altura máxima de dez metros.

Marina Lang/Folhapress
Hóspedes na piscina do complexo Iberostar Praia do Forte
Hóspedes na piscina do complexo Iberostar Praia do Forte

A região é ainda sede de outros resorts, caso do Tivoli Ecoresort (www.tivolihotels.com). Por ali, o espírito, propício para quem almeja desligamento da rotina, dedicação à família e fruição da natureza à beira-mar, é de preservação ambiental.

Nos resorts do grupo Iberostar, há espetáculos temáticos no formato Broadway, campo de golfe, piscinas aquecidas, parede de escalada e quiosques para aeróbica e para massagem.

“Estimamos que 75% dos nossos hóspedes sejam brasileiros”, afirma o gerente do hotel Iberostar Praia do Forte David Magelada. Espanhol radicado no Brasil, ele diz que a expectativa do grupo hoteleiro, cuja atividade empresarial está presente em 15 países, era a de que a maioria dos hóspedes fosse composta de estrangeiros.

O grupo Iberostar investiu R$ 250 milhões nessas propriedades e, ressalta ele, “gerando empregos, fomenta o desenvolvimento do município de Mata de São João” (onde fica a praia do Forte). Lá, o hóspede tem alimentação e bebidas inclusas na diária (sistema “all-inclusive”).

Emoldurado pelo mar verde-esmeralda e por coqueiros -que, segundo se diz, foram trazidos da Índia pelos portugueses-, o conjunto de seis piscinas simulando espelhos-d’água tem áreas voltadas para o descanso e outras para o entretenimento.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog