Ronaldinho se afirma como o camisa 10 da seleção

Ronaldinho virou mesmo o camisa 10 que o técnico Mano Menezes tanto procurou para a seleção brasileira.

Na vitória por 2 a 1 sobre o México, o jogador do Flamengo pôs fim a seu jejum de gols com a camisa amarela e ainda se afirmou como o meia criativo que Ganso não conseguiu ser –no time nacional.

Eduardo Verdugo-11.out.11/Associated Press
Ronaldinho festeja após marcar gol na partida amistosa contra o México
Ronaldinho festeja após marcar gol na partida amistosa contra o México

Foi o sexto jogo de Ronaldinho sob o comando de Mano. Ele havia participado da derrota para a Argentina em Doha, no ano passado, e só voltou ao time no amistoso contra Gana, há um mês.

Desde então foram quatro vitórias (Gana, Argentina, Costa Rica, México) e um empate (Argentina). Com a saída do zagueiro Lúcio, o camisa 10 também assumiu o posto de capitão da equipe.

“Trabalhamos do início ao fim, merecíamos a vitória”, disse Ronaldinho, 31, ainda no estádio Corona, em Torreón, onde foi aplaudido de pé pela torcida mexicana.

Ronaldinho foi, de novo, o jogador que mais finalizou: cinco chutes a gol, o mesmo número de Hulk. E acertou o alvo uma vez, numa cobrança de falta perfeita, que serviu para empatar o jogo.

Segundo o Datafolha, nos sete jogos que fez pela seleção, Ganso arriscou 0,4 finalização por partida. E não anotou nenhum gol.

Ronaldinho foi de longe o jogador mais procurado –recebeu 55 bolas, contra 35 de Neymar e 34 de Hulk.

Todo o jogo do Brasil passou por seus pés, foi quem mais deu passes (55), mais tentou lançamentos (três) e cruzamentos na área (sete). Conseguiu sete desarmes.

O flamenguista foi um dos seis jogadores que deixaram o estádio e, numa van, seguiram para o aeroporto de Torreón, onde tomaram um jatinho fretado pelos clubes, rumo ao Brasil. Só que não chegou a tempo da partida contra o Palmeiras, disputada na noite de ontem no Rio.

Os outros atletas foram Jefferson, que desfalcou o Botafogo contra o Corinthians na noite de ontem, Réver (Atlético-MG), Neymar (Santos), Fred (Fluminense), e Dedé (Vasco). Esses últimos quatro times jogam só nesta quinta.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog