Rússia adotará medidas militares caso não haja acordo antimísseis com EUA

A Rússia declarou nesta quinta-feira que adotará medidas militares caso não haja acordo com os Estados Unidos sobre a defesa antimísseis, depois que Washington e Bucareste assinaram no último dia 13 um acordo para instalar na Romênia uma base com foguetes interceptores norte-americanos.

“Se não chegarmos a um acordo em breve, teremos que tomar decisões de caráter militar”, afirmou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores russo, Aleksandr Lukashevich.

Washington e Bucareste assinaram um acordo para o desenvolvimento de mísseis norte-americanos SM-3 na antiga base das forças aéreas romenas de Deveselu.

Durante a reunião Otan-Rússia realizada no balneário russo de Sochi no início de julho, a aliança rejeitou a proposta que o presidente russo, Dmitri Medvedev, tinha feito para criar um sistema de defesa antimísseis comum.

O Kremlin espera entrar em acordo com a Otan sobre um formato alternativo de defesa comum antes da próxima reunião da aliança, marcada para o próximo ano em Chicago, ou pelo menos receber garantias de que os mísseis aliados não serão apontados contra a Rússia.

O secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, no entanto, negou em Sochi que seja necessário assinar um novo acordo em que os aliados se comprometam a não apontar seu sistema contra a Rússia, e destacou que a melhor garantia é a cooperação e a troca de dados.

DA EFE

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog