Secretaria de Saúde de Petrolina investe na saúde da mãe e do bebê

Com investimentos significativos e que mostram a responsabilidade com a saúde materno infantil, Petrolina aponta como referência na atenção e nos cuidados à saúde de mães e recém-nascidos no município.

O último censo, que mostra os dados do número de crianças nascidas vivas (NCV) no município Petrolina, apresentam resultados positivos tendo uma redução significativa no número de crianças que morrem logo após o nascimento.  Em 2009, o coeficiente de crianças nascidas mortas por cada 1000 nascidas vivas era de 19,46. Com o trabalho das equipes de Saúde da Família de Petrolina (ESF) e a atenção intensificada à saúde das mães, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) reduziu para 14,75 esse coeficiente.

A dona de casa Joana Farias fala sobre o acompanhamento no pré-natal e sobre a importância dos encaminhamentos das ESF’s para que tivesse uma gestação segura e tranquila “Meu filho nasceu saudável e com muita segurança, a equipe de saúde me acompanhou durante toda a gestação”, afirma.

Para a secretária de Saúde de Petrolina, Lúcia Giesta, a gestão municipal assumiu um compromisso especial com atenção à saúde de todas as mães. “Em Petrolina buscamos melhorar o acompanhamento das gestantes, desde a busca ativa destas gestantes no primeiro trimestre da gravidez para que possam cumprir o protocolo de consultas e exames que devem ser feitos neste período tão importante para mães e seu bebê, até os cuidados durante o pre-natal, o encaminhamento ao hospital e também após o parto para mãe e seu filho”.

Texto: Aurílio Marcos

Assessoria de Comunicação
Prefeitura Municipal de Petrolina

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog