Senado francês elege o primeiro presidente socialista de sua história

O ex-trotskista Jean-Pierre Bel foi eleito neste sábado presidente do Senado francês, um símbolo da guinada à esquerda registrada na Casa após as eleições parciais do domingo passado, o que o transforma no primeiro socialista a ocupar o posto de segunda autoridade institucional da França.

Nunca um político de esquerda havia chegado a esse cargo, que agora será exercido por um ex-militante da Liga Comunista Revolucionária, partido de inspiração trotskista.

Aos 59 anos, o senador rural qualificado de “discreto” se transforma no principal cargo eleito de seu partido e simboliza o retrocesso eleitoral da direita dirigida pelo presidente do país, Nicolas Sarkozy, a sete meses das eleições presidenciais.

Bel foi eleito em primeiro turno com 179 votos, frente aos 134 do direitista Gérard Larcher e dos 29 de Valérie Létard, do centro.

Os partidos da oposição obtiveram maioria absoluta nas eleições parciais do domingo passado. Na apuração, os socialistas, comunistas e verdes totalizaram 177 das 348 cadeiras da Câmara Alta francesa, três a mais do que o necessário para conseguir a primeira maioria absoluta de esquerda na história do Senado francês.

O presidente em fim de mandato do Senado, o ex-ministro Larcher, atribuiu a perda da maioria ao fato de que “os cargos eleitos locais não compreendem” ainda a ação do presidente Sarkozy.

Bel afirmou que não utilizará o Senado para fazer uma oposição frontal às políticas do Executivo, nem para bloquear suas iniciativas.

Filho de um político comunista que participou da resistência durante a Segunda Guerra Mundial, Bel atuou em sua adolescência em ações de apoio à resistência antifranquista. Por oposição a seu pai, optou pelo trotskismo, frente ao stalinismo do Partido Comunista Francês, até que em 1978 abandonou a vida política para se instalar em uma pequena localidade próxima aos Pirineus.

Cinco anos mais tarde, foi eleito prefeito de seu povoado e ingressou no Partido Socialista. Sua carreira esteve bastante ligada à de Lionel Jospin.

Eleito senador pela primeira vez em 1998 e reeleito desde então ininterruptamente, Bel manifestou publicamente seu apoio a François Hollande na campanha das primárias, por meio das quais os socialistas vão escolher seu candidato às eleições do próximo ano.

DA EFE

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog