SP multa 20 locais em primeiro dia da Lei Antiálcool

Vinte estabelecimentos foram multados na madrugada deste sábado durante uma blitz de fiscalização da Lei Antiálcool, em São Paulo, de acordo com balanço da Secretaria de Saúde do Estado.

Veja fotos da blitz
Alckmin participa de blitz da Lei Antiálcool de madrugada em SP

Ale Vianna/Folhapress
Alckmin durante blitz na rua Augusta
Alckmin durante blitz na rua Augusta

Em São Paulo foram multados quatro bares, duas lanchonetes, uma casa noturna e um posto de combustível. Também foram aplicadas multas em Santo André, Mogi das Cruzes, Campinas, Franca, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Sorocaba, Santos, Itapeva e Taubaté.

A maioria dos locais foi autuada por presença de adolescentes consumindo bebidas alcoólicas dentro dos estabelecimentos, afirma a secretaria.

No total, 1.168 pontos do comércio foram visitados pelos 500 fiscais da Vigilância Sanitária e do Procon-SP durante a madrugada. O governador do Estado, Geraldo Alkmin (PSDB), participou da blitz na rua Augusta, região central de São Paulo.

A lei, que proíbe, além da venda, o consumo de bebidas alcoólicas por menores de idade em estabelecimentos comerciais, foi sancionada em outubro pelo governador e começou a valer hoje, com direito a multa para os comerciantes que descumprirem as novas regras.

Até ontem as blitze promovidas no estado sobre a nova lei eram educativas e visavam informar os comerciantes. Segundo o governo estadual, ao longo do último mês foram realizadas 12 mil blitze educativas.

A LEI

A lei antiálcool prevê sanções administrativas para os estabelecimentos comerciais onde menores de idade forem flagrados comprando ou consumindo álcool, mesmo na companhia de adultos.

Estão previstas multas que vão de R$ 1.745 a R$ 87.250. O comerciante também poderá ter o estabelecimento fechado por 30 dias e até perder a licença de funcionamento. A população poderá denunciar locais que estiverem infringindo a lei pelo Disque Denúncia (0800-771-3541) ou pelo site da lei.

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, 10 mil estabelecimentos haviam sido visitados até a semana passada, e 74% dos comerciantes disseram conhecer a lei.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog