STJ nega liminar a sobrinhos de Cacciola que disputaram racha no RJ

Dois sobrinhos do ex-banqueiro Salvatore Cacciola condenados por participarem de um racha tiveram um pedido de liminar de suspensão da pena negado pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça). A decisão, do dia 17 de outubro, foi divulgada nesta quinta-feira pelo tribunal.

Segundo o processo, os irmãos Giacomo Cacciola e Giordano Cacciola disputaram um racha com outros dois amigos na rodovia Washington Luís, na região serrana do Rio de Janeiro, em março de 2009.

Eles dirigiam um Porsche Cayman, um Audi S5, uma BMW 550i e uma BMW M3, quando foram abordados pela Polícia Rodoviária Federal depois que um dos carros bateu em uma Kombi.

Os advogados pediram ao STJ a suspensão da pena aplicada pelo Tribunal de Justiça do Rio até que fosse julgado o habeas corpus. O TJ-RJ condenou os dois irmãos por crime de trânsito, com pena de prestação de serviços à comunidade, pagamento de multa no valor de cinco salários mínimos, além da suspensão da habilitação por seis meses.

O ministro Sebastião Reis Júnior, da Sexta Turma do STJ, negou a liminar e não cabe recurso. A turma deve agora julgar o habeas corpus que pede a absolvição dos sobrinhos de Cacciola.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog