Sucesso de marketing, Neymar pode faturar até R$ 60 mi anuais

Para os marqueteiros, Neymar tem potencial para aumentar seu faturamento a médio prazo em até 150%.

Segundo especialistas da área, os ganhos do atacante com a exploração de imagem podem chegar a até R$ 60 milhões anuais nas próximas quatro ou cinco temporadas.

Ricardo Nogueira – 07.nov.2011/Folhapress
Neymar comemora seu gol na partida contra o Vasco, na Vila Belmiro
Neymar comemora seu gol na partida contra o Vasco, na Vila Belmiro

Com o contrato assinado ontem com o Santos, o jovem jogador passa a ficar com o valor integral pago por seus patrocinadores e irá aumentar seu rendimento para mais de R$ 24 milhões por ano.

“Ele ainda tem um bom potencial de faturamento. Sua curva de crescimento vai subir bastante”, afirmou José Cocco, um dos pioneiros do marketing esportivo no país.

Os últimos meses mostram bem como o valor da marca Neymar tem crescido em uma velocidade enlouquecedora.

Folha apurou que vincular sua imagem ao santista custava R$ 800 mil por ano no começo de 2011. Depois, subiu para R$ 2 milhões. E agora alcançou R$ 3 milhões –o Banco do Brasil negocia um acordo nesses termos.

E a tendência para os próximos anos, desde que Neymar não tenha uma queda de desempenho, é que o preço fique cada vez mais alto, mesmo que ele cumpra a promessa de continuar no futebol brasileiro até a Copa de 2014.

“Ele é um fenômeno um pouco diferente. Em função das redes sociais, virou global sem ter de ir para a Europa. Seus gols e dribles rodam o mundo pelo YouTube”, disse José Carlos Brunoro, da Brunoro Sport Business.

Brunoro, no entanto, faz uma ressalva. Neymar precisa tomar cuidado com a quantidade e importância das empresas com que firma acordo. O risco é se tornar “figurinha batida” no meio publicitário e, assim, desgastar a marca.

“A imagem do Neymar precisa ser qualificada, como o futebol dele. O ideal é que ele seja garoto-propaganda de no máximo seis empresas, mas todas bem grandes”, declarou o marqueteiro.

O atacante já alcançou a cota (Nike, Panasonic, Tenys-Pé, Lupo, Ambev e Red Bull), mas pretende continuar aumentando a quantidade de parceiros. Além do Banco do Brasil, também negocia com uma empresa de telefonia.

Para Fábio Wolff, da Wolff Sports, o sucesso publicitário de Neymar é ampliado pela escassez de ídolos esportivos no Brasil que preencham os requisitos necessários para ter a imagem explorada.

“Os números que rodeiam o garoto eram impensáveis tempos atrás. Deste jeito, o céu é o limite.”

ATLETA USA CAMISA DE ESTRELA DO BASQUETE
No anúncio da sua decisão de continuar no Santos, Neymar citou Pelé, descrito por ele como o melhor de todos os tempos. E vestiu uma camisa preta, da Nike, com a frase “é bom ser o rei” estampada, em inglês, no peito. A peça faz parte da coleção que usa a imagem do ala LeBron James, maior astro atual da NBA, mas que em quase dez anos na liga norte-americana de basquete nunca ganhou um título e tem a fama de fraquejar nos momentos decisivos.

APÓS FUROR, CARTOLA LANÇA CANDIDATURA
Depois de anunciar o “fico” de Neymar, o presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro lança hoje, em Santos, a candidatura de sua chapa à reeleição no clube da Vila Belmiro. No cargo desde dezembro de 2009, o dirigente buscará um novo mandato no dia 3 de dezembro, data marcada para o pleito. Pelo novo estatuto, aprovado neste ano, o presidente terá três anos à frente do clube e poderá tentar apenas uma reeleição. A oposição ainda não definiu sua chapa.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog