Superavit primário cresce 19% no ano e chega a R$ 70 bi

O governo central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) registrou saldo de R$ 69,8 bilhões entre janeiro e agosto deste ano. O resultado é R$ 40,1 bilhões superior ao apurado no mesmo período de 2010.

No ano, as receitas líquidas somaram R$ 532,043 bilhões, crescimento de 18,8% em relação ao mesmo período do ano passado. Já as despesas totais caíram 10,6%, ante crescimento de 17,3% registrado no ano passado e ficaram em R$ 462,200 bilhões.

BC reduz previsão do PIB e vê chance de estourar meta da inflação
BC diz que crise internacional vai derrubar inflação
País estava crescendo acima do potencial, diz presidente do BC

Em agosto, o governo central teve superavit (resultado antes do pagamento dos juros da dívida) de R$ 2,5 bilhões. Este foi o pior resultado para o mês desde 2003, quando o superavit ficou em R$ 2,48 bilhões, segundo o Tesouro.Em julho, o saldo foi de R$ 11,3 bilhões.

O Tesouro Nacional teve resultado positivo de R$ 6,5 bilhões, enquanto a Previdência Social e o Banco Central apresentaram deficits de R$ 3,9 bilhões e R$ 58,3 milhões, respectivamente.

A receita líquida total passou de R$ 77,790 bilhões em julho para R$ 60,776 bilhões em agosto. Já as despesas somaram R$ 58,286 bilhões.

As despesas com pessoal caíram em agosto e somaram R$ 13,501 bilhões. Entre janeiro e agosto o governo já gastou R$ 117,889 bilhões com folha de pagamento.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog