Temer e Sarney apoiam pressão por reajuste no Judiciário

Marcelo Camargo – 15.set.2011/Folhapress

Discretamente, Temer e Sarney (PMDB) apoiam pressão por reajuste no Judiciário

Parlamentares do PMDB querem discutir no STF (Supremo Tribunal Federal) fórmulas que viabilizem o aumento dos servidores do Judiciário, que não está nas negociações do Orçamento –encabençado pela ministra Miriam Belchior (Planejamento). Michel Temer e José Sarney dão apoio discreto à movimentação.

A informação é do Painel, editado por Renata Lo Prete e publicado na Folha.

 Ministros do Supremo consideram que reajuste é reposição

Líder do governo descarta possibilidade de aumento no Judiciário
Entidade de juízes diz que aumento não prejudica Orçamento
Reajuste do Judiciário terá impacto de R$ 7,7 bilhões
Revolta do Supremo deve forçar Dilma a refazer Orçamento

O Executivo não incluiu a proposta no texto encaminhado ao Congresso. O presidente do STF, ministro Cezar Peluso, lembra que o pleito se refere a reajustes não concedidos há anos.

No dia 2, a presidente Dilma Rousseff encaminhou ao Congresso uma mensagem contemplando no Orçamento de 2012 a previsão de aumento. A proposta terá um impacto de R$ 7,7 bilhões. A presidente fez críticas à pressão pelo reajuste salarial do Judiciário e do Ministério Público.

No texto, a presidente reclama do tamanho do reajuste e diz que encaminhou a proposta “cumprindo dever constitucional”. Para a presidente, o aumento pode p

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog