Terroristas morrem em explosão acidental em Damasco, diz Síria

Dois “terroristas” morreram na explosão de um carro-bomba que dirigiam no campo de refugiados palestinos de Yarmuk, nos subúrbios de Damasco, anunciou a agência oficial síria Sana neste domingo (18).

“Dois terroristas morreram ontem (sábado) na explosão do carro-bomba que dirigiam no campo de Yarmuk”, informa uma nota da agência, segundo a qual a detonação quebrou janelas dos prédios próximos e atingiu carros estacionados nas imediações.

saiba mais

Dois atentados, atribuídos pelas autoridades a “grupos terroristas”, deixaram 27 mortos e mais de 100 feridos no sábado em Damasco.

A imprensa oficial síria acusou Arábia Saudita e Qatar, dois países que defenderam o envio de armas aos rebeldes que lutam contra o regime de Bashar al Asasd, de responsabilidade nos atentados de sábado em Damasco.

“O terrorismo de Hamed e Saud não é nenhuma novidade”, afirma o jornal oficial As Saura, em referência às famílias que governam os dois países.

“Os atentados procuram castigar o povo sírio por sua posição patriótica, perturbar a missão de Annan e impedir uma saída política para a crise”, completa o jornal, em uma menção ao emissário Kofi Annan, que defendeu mais pressão sobre o regime de Assad.

Da AFP

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog