Tite usa metáfora de namoro para acalmar equipe

O técnico Tite teve atuação fundamental na vitória sofrida deste domingo. Nervoso após tomar o primeiro gol, o Corinthians voltou mais calmo na etapa final e conseguiu virar o jogo.

Robson Ventura/Folhapress
Tite comanda o Corinthians na vitória sobre o Avaí
Tite comanda o Corinthians na vitória sobre o Avaí

O treinador afirmou que a conversa no intervalo mudou os ânimos dos jogadores.

“Após o gol, eles queriam fazer o segundo movimento sem fazer o primeiro”, disse o treinador. E contou que utilizou uma metáfora para acalmar o time na etapa final.

“Falei no intervalo: ‘Vocês casaram, mas tiveram que namorar antes. Namora antes, depois vai pedir para o pai. Tem que ter calma, dar o primeiro passe, tirar o peso excessivo de cima de vocês'”.

Depois, o técnico teve ainda mais trabalho: a expulsão de Leandro Castán logo no começo do segundo tempo desorganizou o time taticamente. Tite resolveu o problema mudando apenas o posicionamento dos atletas.

Ralf passou a atuar na zaga. Paulinho recuou para a função de primeiro volante. Danilo teve que encostar nele para armar as jogadas.

“Eu fiquei gritando para que o atleta pudesse cumprir a [nova] função, porque senão ficaríamos muito vulneráveis”, afirmou o treinador. Outro que brilhou foi Emerson. Como voltava de lesão, era recomendável que atuasse por até 30 minutos.

Acabou jogando o dobro e foi o nome da partida. “Ele foi contra os princípios físicos”, afirmou Tite. “Era o meu jogador mais agudo. Eu fiquei na dúvida [em escalá-lo], mas foi pela necessidade”.

No próximo jogo, a zaga titular estará suspensa. Chicão deve ter uma chance.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog