Tradicional restaurante francês lança “picadinhos do mundo”

Marie-France Henry, da segunda geração de donos do clássico francês La Casserole, no centro de São Paulo, recuperou cinco receitas de picadinhos pelo mundo e as homenageia em cardápio especial –efêmero–, em cartaz apenas até o dia 15 de setembro.

  Tadeu Brunelli/Divulgação  
Boeuf bourguignon que integra o festival de picadinhos promovido pelo restaurante francês Le Casserole
Boeuf bourguignon que integra o festival de picadinhos promovido pelo restaurante francês Le Casserole

Ela recupera a tradição do cortar as peças inteiras de carne na ponta da faca na cozinha de seu restaurante Ðgesto que tem se perdido nas grandes cozinhas. “Hoje as pessoas encomendam as carnes já porcionadas nos tamanhos adequados para cada receita. Temos uma tendência, pelo preço e pelos custos, de limar essas etapas do pré-preparo, de cortar as carnes e fazer os caldos”, diz Marie.

Na versão francesa, o picadinho é o boeuf bourguignon (R$ 37), preparado com cubinhos de músculo que descansam de um dia para o outro em uma marinada de vinho tinto seco com canoura, alho-poró, cebola e um toque de cravo.

Também estão presentes receitas como o goulash, feito com vitela e típico da Hungria (R$ 39), o vietnamita que combina frango e macarrão (R$ 32) e o chinês, cuja protagonista é a carne de porco caramelizada (R$ 34). O brasileiro traz o filé-mignon picadinho na companhia de ovo poché, feijão-preto, arroz, couve puxada no bacon e banana à milanesa, feita com farinha panko, a mesma usada para tempura, bem crocante (R$ 40).

Fonte: Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog