Traficantes em fuga invadem escola na zona oeste do Rio

Traficantes armados invadiram a Escola Estadual Professor Daltro Santos, na Vila Aliança, em Bangu, zona oeste do Rio, na manhã desta sexta-feira. Segundo o 14º Batalhão da PM (Bangu), não houve reféns e os criminosos já deixaram a unidade.

A Secretaria de Educação do Rio disse que ninguém ficou ferido e não houve dano ao patrimônio ou furto de equipamentos. As aulas na escola foram suspensas temporariamente. A secretaria disse que vai “garantir a integridade física e moral de alunos, professores e funcionários”, e que as aulas serão repostas.

A PM ainda cerca o local e faz buscas na região. O trânsito também foi interditado em algumas ruas. Segundo informações da GloboNews, ao menos dois suspeitos foram presos, mas não se sabe ainda quantos conseguiram fugir.

De acordo com informações do 14º BPM, os criminosos entraram na escola após intensa troca de tiros com policiais que tentavam reprimir o tráfico de drogas na favela –desde segunda-feira são feitas operações diárias na comunidade.

A PM informou ainda que um homem foi ferido em uma mata próxima à favela e levado ao hospital Albert Schweitzer, em Realengo. Um fuzil foi apreendido.

OUTRA OPERAÇÃO

Dois suspeitos morreram na manhã de hoje durante uma outra operação da PM, que ocorre na favela de Manguinhos, zona norte do Rio. Segundo a PM, entre os mortos está o soldado do Exército Thiago Brandão, 22.

Folha tentou contato com o Exército, mas ainda não obteve retorno. A outra vítima tem 17 anos e seria prima do soldado. Segundo a corporação, eles trocavam tiros com os policiais do Bope no início da ocupação.

A menos 150 policiais militares do Bope e do Batalhão de Choque participam da ação nas favelas de Manguinhos, Mandela 1 e 2, na zona norte do Rio. Segundo a PM, o objetivo da operação é reprimir o tráfico de drogas.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog