Waldemar Lemos queria arbitragem mais rigorosa com as faltas

Apesar de não culpar a arbitragem pelo empate, o técnico do Náutico, Waldemar Lemos, fez críticas ao trabalho de Sandro Meira Ricci, que apitou seu primeiro clássico em Pernambuco. “Não adianta trocar a arbitragem e a gente perde um jogador logo no início do jogo. Ele (Souza) deve ficar fora um tempo. Fez tantas faltas e não recebe cartão”, disse, reclamando do que ele viu como complacência com o volante rubro-negro Rivaldo.

Para ele, o que seria indicado era continuar com as reciclagens de árbitros locais. “Temos que fazer como aqui no Náutico: lebar para intercâmbio para melhorar o nível. O Campeonato Pernambucano é uma competição difícil e tem que melhorar em todos os segmentos”, pontuou.

Um dos melhores em campo, o lateral-esquerdo Jefferson acredita que o Náutico teve mais oportunidades de gol mas precipitou-se um pouco na hora de finalizar. “Foi difícil, truncado. Tivemos chance e não concluímos. Clássico se define nos detalhes e não exploramos esses detalhes”, pontuou.

Sobre os jogadores que saíram machucados, o vice-presidente médico alvirrubro, Múcio Vaz, explicou que o volante Souza sofreu uma pancada na panturrilha esquerda e, na queda, uma entorse leve no tornozelo da mesma perna. Já o também volante Elicarlos sentiu o ligamento colateral do joelho direito, o mesmo que o deixou fora de combate por mais de um mês. Em princípio, as duas lesões não são consideradas graves pelo médico. Os dois jogadores serão reavaliados nesta segunda (26) e devem passar por exames de imagem.


Médico mostrou foto da panturrilha de Souza. Reprodução: Wladmir Paulino/NE10

OBS: No primeiro vídeo do técnico Waldemar Lemos a imagem aparece fora de foco, mas volta ao normal a partir de um minuto. Aos internautas nossas desculpas pelo problema técnico.

Fonte: Do Blog do Torcedor do NE10

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog