Willames Costa

Compromisso com a informação

Bahia Destaque Juazeiro

6º creche será construída no bairro João XXIII

Na noite desta quinta-feira (19), no bairro João XXIII, foi assinada a ordem de serviço para construção da 6º creche do atual governo. Ao total 18 Escolas de Educação Infantil serão construídas, sendo que cinco já estão em fase de conclusão e serão entregues a partir do mês de maio. O número representa o início da redução do déficit histórico de Juazeiro, que há mais de 20 anos não

recebe nenhuma unidade. O ato público, que foi realizado na Escola Municipal Maria Franca Pires, contou com a presença do prefeito Isaac Carvalho, do secretário de Educação e Esportes, Clériston Andrade, vereadores da base aliada, comitiva de governo e comunidade.

A creche do João XXIII será do tipo C, atenderá 120 alunos e sua estrutura contará com quatro salas pedagógicas, laboratório de informática, cozinha, refeitório, pátio coberto, secretaria e banheiros com acessibilidade, entre outros ambientes. No cronograma de ordem de serviço, os próximos bairros beneficiados serão: Dom Tomaz, João Paulo II, Piranga I e II, Pedro Raimundo, Piranga Velha, Parque Residencial, Jardim Flórida e Itaberaba. Todas as unidades foram conseguidas através de articulação política e parceria com o Governo Federal. As cinco primeiras são provenientes do ProInfância, as outras dez do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) e três do projeto de intervenção urbana, também do PAC 2.

De acordo com o secretário Clériston Andrade, as “Super Creches”, como foram apelidadas pelo então Ministro Fernando Haddad, oferecem estruturas muito bem preparadas para o desenvolvimento dos alunos. “Antigamente as creches serviam apenas para guardar crianças e a educação infantil era assistencialista. Essa concepção mudou e as Escolas de Educação Infantil passaram a formar o aluno na sua integralidade. Essas 18 unidades que estão chegando para Juazeiro farão toda a diferença nesse contexto, pois oferecerão os espaços adequados para que essa nova prática seja desenvolvida da melhor maneira possível”, avaliou o titular da pasta.

O prefeito Isaac Carvalho cobrou agilidade da empresa que ganhou a licitação da obra, “vocês estão se comprometendo aqui de público que amanhã já começarão a trabalhar e nós esperamos que o serviço seja cumprido dentro do prazo estabelecido”. Sobre os avanços da Educação, o chefe do Executivo

destacou a reforma de 25 escolas, sendo 10 climatizadas; a conquista de 7 ônibus e 2 lanchas escolares; construção da Escola de Formação de Professores (única do interior da Bahia) e da primeira Escola de Tempo Integral;  o retorno do Segundo Tempo e a parceria com o Mais Educação; eleição direta para gestores; concurso público e aumento de mais de 70% para os professores.

Segundo dados fornecidos pela Diretoria de Educação Infantil, as mudanças do setor são visíveis a partir das matrículas. “Nós aumentamos em mais de 100% as matrículas da creche (alunos de 0 a 3 anos), do ano de 2008 para cá. Nesse período nós absorvemos 2.050 alunos a mais na Rede Municipal de Ensino. Com as novas creches nós conseguiremos atender a um número bem maior, dentro de uma estrutura adequada. O momento é sem dúvida de grande avanço”, explicou Miranery Amorim.

A repercussão entre os presentes foi positiva. Para a comunitária Luciana Cesária da Silva, a creche beneficiará muitas famílias. “Muitas mães aqui do bairro estão sem trabalhar porque não tem com quem deixar seus filhos. Por falta de suporte, muitas crianças daqui ficam a mercê da sorte. Essa Escola de Educação Infantil trará oportunidades para os alunos e dignidade para muitas mães, que poderão voltar a trabalhar e ajudar no sustento do lar”. Entre os discursos dos vereadores da bancada governista, o tom enfático de Zó chamou atenção, “precisou Juazeiro colocar um homem do campo na prefeitura para que a Educação do município melhorasse. Muitos doutores já passaram e só Isaac tratou o setor como prioridade”. Também parabenizaram os avanços os parlamentares Bené Marques, Mozaniel Porfírio e Janeleide Pereira.

Fonte: Por Anna Monteiro/Seduc

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *