Willames Costa

Compromisso com a informação

Mundo

AIEA: Irã quer esclarecer suspeitas sobre programa nuclear

Inspetores da agência da ONU retornaram nesta quarta de missão no país

"Estamos comprometidos em resolver todos os assuntos pendentes e os iranianos dizem o mesmo", disse Herman Naeckerts, diretor-adjunto da AIEA

“Estamos comprometidos em resolver todos os assuntos pendentes e os iranianos dizem o mesmo”, disse Herman Naeckerts, diretor-adjunto da AIEA (Herwig Prammer / Reuters)

Irã afirma estar disposto a tirar dúvidas e suspeitas sobre a natureza militar de seucontroverso programa nuclear, afirmou em Viena nesta quarta-feira Herman Naeckerts, diretor-adjunto da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), que acaba de encerrar umavisita de três dias ao país. Naeckerts anunciou que já começou a ser planejada uma nova visita ao Irã, que ocorrerá “em um futuro muito próximo”.

“Estamos comprometidos em resolver todos os assuntos pendentes e os iranianos dizem o mesmo, mas ainda há muito trabalho a fazer”, garantiu o analista belga após aterrissar em Viena, onde está a sede da AIEA. “Tivemos três dias de discussões intensas sobre todas as nossas prioridades. Mas o caminho ainda é longo”, reconheceu o alto funcionário da AIEA.

Naeckerts não quis entrar em detalhes sobre as negociações com o regime iraniano, tampouco comentar até que ponto avançou as discussões sobre as suspeitas de uma dimensão militar no programa atômico de Teerã. “Foi uma boa viagem”, limitou-se a dizer. Antes de partir ao Irã, no último dia 28, Naeckerts expressou seu desejo de que a República Islâmica se envolvesse na resolução da “possível dimensão militar do programa nuclear”.

Acusações – Em novembro de 2011, a AIEA garantiu que considerava críveis as alegações divulgadas por dezenas de serviços de inteligência, que apontavam que o Irã trabalha no desenvolvimento de armas nucleares. Contudo, os inspetores da AIEA não dispõem de provas contundentes. Mesmo assim, a divulgação do relatório levou as potências ocidentais a exigirem a “suspensão imediata” do programa nuclear iraniano e a adotarem sanções econômicas contra o país.

Grande parte da comunidade internacional, com os Estados Unidos e Israel à frente, acusam o regime iraniano de esconder sob seu programa civil outro de natureza clandestina e caráter militar, cujo objetivo seria produzir bombas nucleares, o que o Irã nega. O regime iraniano afirma que seus esforços no campo nuclear têm como único objetivo o uso pacífico da energia e tecnologia atômicas.

(Com agência EFE)

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *