Willames Costa

Compromisso com a informação

Brasil

Alckmin afirma que agressões contra Kassab foram ‘atos de vandalismo’

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse na manhã desta quinta-feira (26) que considera “absolutamente reprováveis” as tentativas de agressão contra o prefeito da capital, Gilberto Kassab (PSD).

Veja imagens do confronto na praça da Sé
Repórter da Folha é atingido durante manifestação; ouça
Após confronto, grupo protesta na frente da Prefeitura de SP
PM usa gás pimenta e cassetetes contra manifestantes na Sé
Grupo atira ovos em carros de autoridades em protesto na Sé

“A manifestação não foi democrática, foi violenta com atos de vandalismo”, afirmou.

Ontem, depois de missa na catedral da Sé em comemoração ao aniversário de 458 anos da cidade, manifestantes cercaram o carro de prefeito e arremessaram ovos e pedras em sua direção. Houve confronto com a Polícia Militar.

Eles protestavam contra a reintegração de posse do Pinheirinho, em São José dos Campos (97 km de SP), e contra a ação da polícia militar na cracolândia.

Alckmin, que era esperado na missa, não compareceu. Foi aconselhado por assessores a evitar a cerimônia por conta dos protestos no entorno da igreja.

Depois da cerimônia, Kassab reclamou reservadamente da ausência do governador e disse que as manifestações eram “dirigidas à ação do governo do Estado em São José e ao poder público com atuações em relação à Nova Luz”.

Jefferson Coppola/Folhapress
Grupo cerca carro de autoridades e atira ovos durante protesto na praça da Sé, no centro de São Paulo
Grupo cerca carro de autoridades e atira ovos durante protesto na praça da Sé, no centro de São Paulo

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *