Willames Costa

Compromisso com a informação

Mundo

Ao menos 33 chefes de Estado assistirão a funeral de Chávez

CARACAS (AFP)
CARACAS (AFP)

Ao menos 33 chefes de Estado e de governo assistirão, esta sexta-feira, ao funeral do presidente Hugo Chávez na Academia Militar de Caracas, informou esta quinta o chanceler Elias Jaua.

“Trinta e três chefes de Estado ou de governo de África, Ásia e das América Latina e caribenha vão assistir, assim como seis ministros das Relações Exteriores, alguns deles europeus”, disse Jaua ao canal oficial VTV no aeroporto de Maiquetía, que atende a Caracas.

Também confirmaram presença representantes de organismos multilaterais, como a Aladi, Mercosul, Unasul e OEA, acrescentou o chanceler, que recebeu minutos antes o presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, segundo a emissora.

O corpo de Chávez está na Academia Militar, onde se instalou a capela que receberá, até sexta-feira, os venezuelanos que quiserem dar o último adeus ao seu comandante.

Os presidentes de Argentina, Cristina Kirchner, do Uruguai, José Mujica, e da Bolívia, Evo Morales, foram os primeiros a chegar à Venezuela, na quarta-feira, comparecendo ao salão de honra da Academia, para onde foram levados os restos mortais de Chávez, do hospital militar, onde o presidente faleceu.

Kirchner deixou o país nesta quinta, mas deixou seu chanceler, Héctor Timerman, confirmou Jaua.

Nesta quinta chegaram a Caracas a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, acompanhada de seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, grande amigo de Chávez, e o presidente cubano, Raúl Castro.

Nas próximas horas são aguardados o presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, o bielo-russo Alexander Lukashenko, o chileno Sebastián Piñera e o herdeiro da Coroa espanhola, o príncipe Felipe de Borbón, entre outros.

A seguir, os representantes de alguns países que já confirmaram presença na cerimônia:

– BRASIL: presidente Dilma Rousseff, que decretou três dias de luto oficial.

– BELARUS: presidente Alexander Lukashenko, que decretou três dias de luto oficial.

– BOLÍVIA: presidente Evo Morales, sete dias de luto oficial.

– CHILE: presidente Sebastián Piñera, três dias de luto oficial.

– COLÔMBIA: presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos.

– CUBA: chanceler Bruno Rodríguez, que decretou três dias de luto oficial.

– EQUADOR: presidente Rafael Correa, que decretou três dias de luto oficial.

– EL SALVADOR: presidente Mauricio Funes.

– ESPANHA: príncipe-herdeiro da Coroa espanhola, príncipe Felipe.

– FRANÇA: ministro francês do Ultramar, Victorin Lurel.

– HAITI: presidente Michel Martelly, que decretou três de luto oficial.

– IRÃ: presidente Mahmud Ahmadinejad, que decretou um dia de luto oficial.

– MÉXICO: presidente Enrique Peña Nieto.

– NICARÁGUA: presidente Daniel Ortega, que decretou sete dias de luto oficial.

– PANAMÁ: presidente Ricardo Martinelli.

– PERU: presidente Ollanta Humala, que decretou três dias de luto oficial.

– REPÚBLICA DOMINICANA: presidente Danilo Medina, que decretou três dias de luto oficial.

– URUGUAI: presidente José Mujica, que decretou três dias de luto oficial.

Da AFP

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *