Willames Costa

Compromisso com a informação

Esporte

Após cobrança de presidente, Massa admite pior ano da carreira

Horas após a cobrança pública do presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, o piloto brasileiro Felipe Massa reconheceu que 2011 foi o pior ano de sua carreira na F-1.

“Foi [o pior ano da minha carreira], mas é o que me dá mais vontade de fazer um melhor ano [em 2012]”, disse o ferrarista em entrevista concedida durante uma partida beneficente no estádio Jayme Cintra, em Jundiaí, na noite desta quinta-feira.

Felipe Massa ainda falou sobre o que Ferrari precisará fazer para, pelo menos, diminuir a diferença de competitividade entre os carros do time italiano e os da Red Bull.

“Muita coisa [precisa se feita]. É um trabalho longo e muito importante que temos pela frente. Estamos focando em todos os pontos e precisamos nos juntar e nos concentrar para fazer tudo aquilo que não funcionou neste ano.”

Mais cedo, Montezemolo mostrou todo o seu descontentamento com o desempenho da equipe. “Este ano nós mostramos que sabemos como perder, mas foi o suficiente. É hora de ganhar novamente”.

Na temporada que consagrou o bicampeonato do alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, a Ferrari venceu apenas uma prova, com o espanhol Fernando Alonso. Felipe Massa não conseguiu chegar ao pódio em nenhuma corrida.

A partida beneficente da qual Felipe Massa fez parte foi organizada pelo meia brasileiro Nenê, do PSG da França, e arrecadou mais de 15 toneladas de alimentos que serão distribuídos para entidades assistenciais.

Nelson Almeida-27.nov.2011/France Presse
Felipe Massa, da Ferrari, durante o GP Brasil, em Interlagos
Felipe Massa, da Ferrari, durante o GP Brasil, em Interlagos

Com a Folha.com

1 COMMENTS

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *