Willames Costa

Compromisso com a informação

Destaque

Após depoimento, Bezerra diz contar com confiança de Dilma

Após cinco horas de depoimento no Congresso, o ministro Fernando Bezerra (Integração Nacional) afirmou na noite desta quinta-feira que acredita contar com a confiança da presidente Dilma Rousseff para permanecer no cargo.

Em entrevista coletiva ao final do depoimento, Bezerra admitiu que o governo “solicitou” que seu irmão Clementino Coelho deixasse a Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba).

Entenda as acusações contra o ministro Fernando Bezerra
‘Diário Oficial’ publica exoneração do irmão do ministro da Integração
Verba contra enchente vai para empresa aliada em PE
Bezerra está sendo ‘vítima pelo fato de ser nordestino’, diz líder

Fernando ficou na presidência interinamente por quase um ano. Hoje, o Diário Oficial da União publicou a exoneração dele, a pedido.

“Para evitar qualquer ruído ou qualquer dúvida, o próprio governo resolveu então solicitar e ele [Clementino] entendeu a situação e pediu, ele próprio, para sair dos quadros da empresa”, disse Bezerra.

Folha revelou também que Bezerra empregou o pai e o tio de sua nora em cargos de confiança na estrutura do ministério. Sobre isso, disse que a indicação do pai partiu de um petista e que o tio já está na pasta faz tempo.

Durante todo o depoimento, o ministro negou favorecimento na destinação dos recursos de prevenção para o seu Estado, Pernambuco.

Mesmo em período de recesso, diversos deputados e senadores da base aliada ao governo estiveram presentes no Congresso nesta quinta-feira. Todos elogiaram a atuação do ministro e negaram serem autores de “fogo amigo” contra ele.

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *