Willames Costa

Compromisso com a informação

Mundo

Ataques do Talibã mostram falhas da Otan, diz presidente afegão

O presidente afegão, Hamid Karzai, disse nesta segunda-feira (16) que a enorme ofensiva do Talibã em Cabul e em outras províncias mostrou uma falha nos serviços de inteligência, e especialmente os da Organização do Tratado do Atlêntico Norte (Otan).

Em sua primeira declaração sobre o ataque às áreas das embaixadas e do governo, que durou 18 horas, Karzai também disse que as forças de segurança afegãs se mostraram capazes para defender e garantir segurança ao país.

Fortes explosões, foguetes e disparos de armas abalaram Cabul neste domingo, quando o Talibã lançou a “ofensiva da primavera” que incluiu ataques múltiplos direcionados a embaixadas de países ocidentais, QGs das forças da Otan e o edifício do Parlamento. Um porta-voz do serviço de inteligência afegão informou que quatro rebeldes da rede Haqqani tentaram assassinar o vice-presidente do país, Karim Khalili, em Cabul. Os insurgentes foram detidos antes de conseguir realizar a ação.

Segundo a agência Reuters, que cita o Ministério do Interior, ao menos 19 insurgentes, incluindo atacantes suicidas, morreram nos confrontos – e dois foram capturados. Catorze policiais e nove civis ficaram feridos. Segundo a agência France Presse, 36 militantes morreram.

A série de ataques do Talibã na capital do Afeganistão um dos mais graves desde que as forças afegãs apoiadas pelos Estados Unidos removeram o Talibã do poder, em 2001. Nessa ação, os militantes do grupo mostraram que tem capacidade de agir contra a zona diplomática – área fortemente protegida -, mesmo depois de 10 anos de guerra.

Policial usa arma para levantar cordão em edifício atacado pelo Talibã, nesta segunda (16) (Foto: AFP)Policial usa arma para levantar cordão em edifício atacado pelo Talibã, nesta segunda (16) (Foto: AFP)

A investida foi também mais um revés no Afeganistão em um ano eleitoral para o presidente norte-americano, Barack Obama, que quer apresentar a longa campanha contra o Talibã como um sucesso, antes que a maior parte das tropas de combate estrangeiras deixem o país, até o fim de 2014. “Esses ataques são o começo da ofensiva de primavera que tem sido planejado durante meses”, declarou à agência de notícias Reuters o porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid.

Ele disse que a violenta investida foi uma vingança por uma série de incidentes envolvendo soldados norte-americanos no Afeganistão, incluindo a queima de exemplares do Alcorão numa base da Otan e o massacre de 17 civis por um soldado dos EUA – e prometeu que haverá mais ataques desse tipo.

Da Reuters

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *