Willames Costa

Compromisso com a informação

Esporte

Barbeiro de Pelé reserva espaço para pôster do tri e critica moicano de Neymar

No último dia 28, Pelé sentou-se na mesma cadeira que frequenta desde que chegou a Santos antes de conquistar o mundo. Cortou o cabelo e falou de futebol com o amigo Didi. E antecipou ao barbeiro o que diria em entrevistas dois dias depois: considera Neymar mais completo e mais habilidoso que Messi.

“Ele está muito confiante”, revelou Didi sobre o cliente mais famoso da barbearia.

  Juca Varella – 14.dez.11/Folhapress  
Didi, 73, mostra o espaço reservado para o pôster do tri mundial do Santos
Didi, 73, mostra o espaço reservado para o pôster do tri mundial do Santos

A conversa motivou o barbeiro de Pelé -e de Coutinho, Pepe, Zito e outros bicampeões mundiais pelo Santos- a mudar a decoração do salão, o mesmo, há 55 anos, em frente à Vila Belmiro.

Logo, o senhor de 73 anos, fala mansa e muitas histórias para contar reorganizou na última semana as homenagens, quadros e fotos que expõe nas paredes do pequeno e tradicional salão.

Entre fotos dos títulos mundiais de 1962 e 1963, e todo tipo de imagem de Pelé, ele abriu espaço para o pôster da atual equipe santista que, acredita, vai vencer o Barcelona neste domingo.

“Sempre imaginei como seria o tri. Pensei que fosse vir com Robinho, mas agora está muito mais perto”.

Assim como Pelé confia na tesoura de Didi para manter o topete, o barbeiro confia em Neymar, mesmo sem aprovar o corte de cabelo do astro.

“Eu aprovo [o moicano de Neymar] só porque é moda. Mas não fica bem nele, não mesmo. Ele precisa mudar o corte”, analisa o autor do buscarré na cabeça de Pelé.

  Juca Varella-14.dez.11/Folhapress  
Nas paredes do salão, o barbeiro coleciona homenagens, fotos e pôsteres de Pelé e do Santos
Nas paredes do salão, o barbeiro coleciona homenagens, fotos e pôsteres de Pelé e do Santos

Segundo Didi, devido ao novo centro de treinamento do clube, a algumas quadras do estádio, as últimas gerações de Meninos da Vila já não cortam o cabelo com ele.

Vaidoso, Pelé mantém a tradição. E deve visitar a barbearia até o fim do ano. Se não, Didi o visitará em São Paulo para aparar os fios e, quem sabe, falar de como ficou o pôster do tri no salão.

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *