Willames Costa

Compromisso com a informação

Mundo

Bush critica Obama e defende EUA como polícia do mundo

Emmanuel Kwitema/Reuters

Ex-presidente George Bush critica Obama<br> e defende EUA como polícia do mundo

Dois dias depois que as prévias do partido republicano terminaram com a vitória de Mitt Romney em Nevada, o ex-presidente dos EUA George W. Bush apareceu em Las Vegas nesta segunda-feira para uma palestra.

Discursando como convidado de honra no encerramento da convenção anual da NADA (associação dos distribuidores de veículos dos EUA), o republicano aproveitou a plateia favorável para criticar o democrata Barack Obama e suas ações na Casa Branca.

“Temos muita força. Os EUA são o líder do mundo. E isso requer políticas decentes”, provocou Bush, sendo aplaudido por concessionários de todos o país que lotaram o auditório do Las Vegas Convention Center.

A apresentação tomou contornos de uma convenção republicana, com membros da NADA elogiando medidas de Bush contra o terrorismo, destacando as ações no Afeganistão e no Iraque, e na economia, agradecendo a ajuda concedida às marcas locais no final de 2008, que impediu a falência de GM e Chrysler.

Entre piadas e propagandas sobre seu livro, o ex-presidente defendeu a atuação do país como a polícia do mundo e voltou a citar o atentado às torres gêmeas em 2001.

“Acredito na liberdade, mas não só em nossas fronteiras. Temos que ajudar as democracias jovens. Dizem que não importa o que acontece no exterior, mas importa e isso já nos custou 3.000 vidas no 11/09. O Japão, por exemplo, era nosso inimigo na Segunda Guerra e hoje é nosso aliado. Um país que aprendeu conosco a respeitar a democracia e a liberdade. E isso vale para o Oriente Médio.”

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *