Willames Costa

Compromisso com a informação

Mundo

Cameron pede mais ousadia para enfrentar crise na Europa

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, afirmou nesta quinta-feira que o BCE (Banco Central Europeu) “poderia fazer mais” para solucionar a crise de endividamento soberano que assola alguns países da zona do euro.

Em seu discurso no Fórum Econômico Mundial, realizado nesta semana em Davos, na Suíça, Cameron defendeu ser necessária a adoção de medidas a curto prazo para restaurar a confiança e incentivar o investimento na zona do euro.

Citado pela emissora britânica de TV BBC, o premiê aconselhou os líderes da UE (União Europeia) a serem mais ousados com o intuito de cessar os problemas econômicos no que chamou de momento “trabalhoso” para a região.

Cameron lembrou que o BCE adotou várias medidas extraordinárias para enfrentar a crise, mas indicou que a autoridade monetária poderia e deveria fazer mais. As prioridades do bloco, segundo ele, são Grécia, o setor bancário e os programas de resgate.

Christian Hartmann/Reuters
Primeiro-ministro britânico, David Cameron, discursa durante Fórum Econômico Mundial, em Davos
Primeiro-ministro britânico, David Cameron, discursa durante Fórum Econômico Mundial, em Davos

“A verdade é que não podemos mais esperar muito tempo por isso”, alertou.

TAXAS FINANCEIRAS

O premiê britânico criticou também a intenção da UE de impor uma taxa sobre transações financeiras, classificando a atitude como “loucura”. “Implementá-la em um momento de crise seria insano”, defendeu.

Segundo Cameron, é justo que o setor financeiro pague sua parte e a Inglaterra já faz isso por meio de suas taxas a bancos e sobre as ações.

A ideia apresentada pela Comissão Europeia poderia reduzir o PIB (Produto Interno Bruto) da UE em 200 bilhões de euros por ano, provocar o corte de 500 mil funcionários e forçar 90% dos mercados a sair da UE, conforme defendeu o premiê.

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *