Willames Costa

Compromisso com a informação

Esporte

Cansaço? Cáceres fala em 'tirar força de onde não tem' para o clássico

Caceres Flamengo x São João da Barra, jogo treino (Foto: Alexandre Vidal / Flaimagem)
Caceres Flamengo x São João da Barra, jogo treino (Foto: Alexandre Vidal / Flaimagem)

Tudo pelo clássico. Essa é a postura do Flamengo para o confronto com o Vasco, domingo, no Maracanã, pela oitava rodada do Campeonato Carioca. Apesar da cansativa viagem de cerca de 20 horas de volta do México para o Rio de Janeiro, depois da derrota para o León, na estreia pela Libertadores, Jayme de Almeida relacionou o que tem de melhor para a partida. A escalação dependerá da resposta física dos jogadores, mas ninguém quer ficar fora. O paraguaio Victor Cáceres é um exemplo disso.

Destaque rubro-negro na partida pela Libertadores, o volante vem de um longo período no banco de reservas e não quer nem ouvir falar em ser poupado. Apesar do desgaste evidente da maratona durante a semana, que começou com um Fla-Flu, Cáceres deixa claro que este é um tipo de confronto no qual os atletas buscam aquele último fôlego para entrar em campo.

– A semana não foi boa. Perdemos dois jogos importantes. Temos que entrar mais concentrados contra o Vasco. Os gols que sofremos foi por desatenção. É um clássico e tiramos força de onde não temos. Não sei se o Vasco tem vantagem por não ter jogado no meio de semana.

Diante do León, Cáceres fez uma de suas melhores partidas com a camisa do Flamengo. Além do gol, o paraguaio foi quem mais desarmou e ainda criou outras oportunidades ofensivas. Números favoráveis, mas que o volante prefere dividir com os companheiros.

O caso do Amaral podia ter acontecido até comigo, pela empolgação que todos tínhamos no começo do jogo. Ele vai aprender para os próximos jogos.”

Cáceres, sobre a expulsão contra o León

 – Não gosto muito de falar do meu rendimento. Gosto de falar do time. Trabalhamos o dia a dia para fazer o melhor quando tiver a oportunidade. Não estava no time principal no começo do ano e trabalhava muito para isso. O Jayme me deu a oportunidade na Libertadores e acho que foi uma boa partida. Tenho uma experiência por já ter jogado muitas, mas há outros com mais, que até já ganharam (a Libertadores), como Chicão, Alecsandro.

Com rodagem de quem se acostumou a disputar a Libertadores pelo Libertad e as eliminatórias para Copa do Mundo pelo Paraguai, Cáceres avaliou o lance da expulsão de Amaral, aos 12 minutos de jogo contra o León, e absolveu o companheiro de posição.

– O caso do Amaral podia ter acontecido até comigo, pela empolgação que todos tínhamos no começo do jogo. Saímos todos para brigar, para fazer um bom jogo, e podia acontecer com qualquer um. São coisas do futebol. Ele vai aprender para os próximos jogos. Todos nós teremos mais cuidado antes de fazer esse tipo de falta.

Com 16 pontos, o Rubro-Negro é o vice-líder do Campeonato Carioca. O Fluminense tem a mesma pontuação, mas um gol a mais no saldo de gols: 8 a 7. O clássico com os vascaínos, que estão em terceiro, com 15, acontece no domingo, às 16h (de Brasília)..

Fonte: Globo Esporte

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *