Willames Costa

Compromisso com a informação

Mundo

Chávez diz que se reunirá com presidente do Irã na Venezuela

O presidente venezuelano Hugo Chávez anunciou nesta quarta-feira que se reunirá em Caracas com seu colega iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, depois que o presidente do Irã assistir aos debates na Assembleia Geral da ONU, em Nova York.

“Ahmadinejad vem para cá, depois de Nova York”, afirmou Chávez aos jornalistas, sem dar maiores detalhes.

Raheb Homavandi/Reuters
Presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad (à esq.) cumprimenta Hugo Chávez em encontro em Teerã em 2010
Presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad (à esq.) cumprimenta Hugo Chávez em encontro em Teerã em 2010

Os dois presidentes se encontrarão na 7ª Reunião de uma comissão mista convocada por ambos governos em agosto passado, na qual devem revisar os acordos de cooperação e ampliar o espectro da complementação bilateral.

A última vez em que o presidente iraniano visitou Caracas foi em novembro de 2009.

Os dois governos estabeleceram uma estreita relação nos últimos anos, e sua cooperação se estende aos âmbitos políticos, financeiro, de defesa, industrial, construção e tecnológico.

ELEIÇÕES

Na terça-feira (13), o Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela (CNE) anunciou que a próxima eleição para a Presidência do país no período de 2013 a 2019 ocorrerá em 7 de outubro de 2012.

“Decidimos por unanimidade que este calendário eleitoral terá eleição presidencial em 7 de outubro”, disse em entrevista coletiva a presidente do CNE, Tibisay Lucena, informando ainda que em dezembro de 2012 haverá os pleitos regionais, e em abril de 2013, as eleições locais.

Tradicionalmente, as eleições presidenciais aconteciam em dezembro. O anúncio da data para o pleito dá fim às especulações de que a votação poderia ocorrer em março de 2012.

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, 57, deverá ser o candidato oficial, enquanto a oposição deverá realizar votações primárias no começo do ano que vem.

CÂNCER

No poder desde 1999, ele passa por tratamento para a cura de um câncer e diz estar “confiante” de que estará totalmente recuperado para a campanha eleitoral.

Mais cedo nesta terça-feira, Chávez disse que se submeteria a uma quarta sessão de quimioterapia em breve, mas que esperava estar totalmente recuperado até o final do ano.

Apesar das dúvidas entre analistas políticos e seus opositores, o venezuelano disse que ele deveria ser capaz de disputar uma campanha vigorosa antes da eleição presidencial de 2012, e reafirmou sua ambição de governar por pelo menos dois outros mandatos de seis anos.

Em um telefonema para um programa estatal de televisão matutino, Chávez disse que se recuperou de uma infecção na garganta que o manteve afastado da vista pública nos últimos dias e mostrou como estava vulnerável a infecções durante o tratamento do câncer.

“Tenho fé, minha recuperação caminha bem”, disse.

DA FRANCE PRESSE, EM CARACAS
DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *