Willames Costa

Compromisso com a informação

Economia

Concessão do aeroporto do Galeão deve ter forte disputa

De “patinho feio”, o Aeroporto Internacional do Galeão-Tom Jobim está a caminho de virar o “cisne” das concessões do governo, informa reportagem de Dimmi Amora publicada naFolha desta quarta-feira.

A unidade de 35 anos tenta sair de uma longa decadência, em que terminais de passageiros são comumente comparados a rodoviárias e as operações estão abaixo da capacidade. O aeroporto deu prejuízo de R$ 200 milhões em 2010.

Com boa infraestrutura para os aviões e considerado competitivo para o mercado internacional, o aeroporto entrou na mira dos maiores operadores do mundo.

Para o mercado, o Galeão terá uma forte disputa quando for leiloado porque os grandes operadores precisam entrar no mercado brasileiro o quanto antes.

O motivo: a tendência é haver, após o período de cinco anos em que os controladores dos aeroportos concedidos não podem ser trocados, um processo de fusões e aquisições. Entrar no mercado adquirindo uma concessão custará bem menos que comprar a administradora de uma unidade concedida.

Editoria de Arte/Folhapress

Fonte: Da Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *