Willames Costa

Compromisso com a informação

Mundo

Confrontos se intensificam na Síria e deixam mais de 60 mortos

Os episódios de violência, que se intensificaram nos últimos dias se aproximando da capital Damasco, deixaram neste domingo 66 mortos, incluindo 26 civis, indicou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Oito pessoas, incluindo uma criança de 9 anos, foram mortas a tiros na província de Homs (centro), quatro morreram mais ao sul, na cidade e na região de Hama, cinco na província de Idleb (noroeste) e duas na cidade de Jassem, província de Deraa, segundo o OSDH.

A violência se aproximou consideravelmente da capital nas últimas horas, deixando seis mortos durante operações militares e confrontos na região de Damasco, enquanto que uma pessoa foi morta a tiros quando participava de funerais no bairro de Jouber, na capital, segundo o OSDH.

A violência também causou 40 mortes entre as forças do governo e os desertores, acrescentou o Observatório.

Entre essas mortes, 26 soldados foram alvos de atentados na região de Damasco, e em Kansafra e Khan Cheikhoune, na província de Idleb, onde desertores atacaram um veículo que transportava tropas matando pelo menos quatro soldados.

Cinco membros das forças de segurança morreram em enfrentamentos perto da cidade de Zabadani (região de Damasco) e em uma emboscada perto de Saraqeb (província de Idleb).

Em outro episódio, nove desertores foram mortos nas regiões de Damasco, Idleb, Hama e Homs, segundo o OSDH.

O OSDH indicou um civil morto sob tortura na província de Idleb, sem indicar o dia de sua morte

DA FRANCE PRESSE

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *