Willames Costa

Compromisso com a informação

Esporte

Criticado por Tite, Emerson diz que vibrou com gol da sua maneira


SPFW 2012
O atacante Emerson, autor do gol que deu a vitória ao Corinthians sobre o Linense (1 a 0), no último domingo, teve de responder, nesta segunda-feira, sobre sua polêmica comemoração após marcar o tento. O gesto do jogador foi usado pelo técnico Tite como exemplo da falta de vibração da equipe alvinegra.

Segundo o atacante corintiano, houve sim uma vibração no gol. “Eu comemorei da minha maneira. Aliás, foi muito bonito, um agradecimento a Deus”, disse Emerson em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava.

Quando questionado se adotaria uma outra comemoração em função da polêmica criada em torno do gesto de domingo, Emeson foi irônico. “Agora vou dar um pique”, disse aos risos.

Após a partida, o técnico Tite disse que faltou vibração ao Corinthians e citou a comemoração do gol como um exemplo dessa suposta falta de garra dos corintianos que participaram do confronto.

Apesar de refutar a falta de vibração após o gol, Emerson disse concordar com o treinador quando o assunto é o comportamento do time em campo, mas pediu tempo para a equipe retomar o ritmo da reta final do Brasileiro-2011.

“Ele [Tite] falou de vibração e acho que tem razão. Podemos ser mais vibrantes no jogo. Mas a gente estava decidindo um Brasileiro e agora estamos iniciando um Paulista. É diferente e precisamos de mais tempo para pegar essa magia do Nacional.”

Assim como no ano passado, o camisa 11 também voltou a falar sobre a qualidade do elenco corintiano e afirmou que a garra é um dos pontos fortes desse time.

“A marca do Corinthians é a pegada, a concentração. Todos estão de acordo com o Tite. No ano passado, fomos campeões justamente pela pegada e determinação, porque não temos o melhor time do mundo”, afirmou o atacante corintiano.

Rubens Cavallari – 29.jan.12/Folhapress
Emerson levanta o dedo para comemorar gol marcado contra o Linense
Emerson levanta o dedo para comemorar gol marcado contra o Linense

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *