Willames Costa

Compromisso com a informação

Destaque

Deputados não conseguem acordo para acomodar PSD em comissões

Partido recém-criado quer espaço nas comissões permanentes da Câmara.
Comissões não devem ser instaladas enquanto não houver solução.

Terminou sem acordo nesta quarta-feira (8) a primeira reunião da Câmara dos Deputados para negociar o comando das comissões permanentes da Casa. Recém-criado, o PSD reivindica espaço nas comissões. O partido é a terceira maior bancada da Câmara, com 51 deputados.

“Não houve nenhum tipo de acordo, até porque há visões políticas e jurídicas diferentes. Mas há uma unanimidade em considerar que o PSD tenha condições adequadas de trabalho na Casa”, afirmou o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), que falou em nome dos parlamentares presentes à reunião.

O líder do PR, Lincoln Portela (PR-MG), defendeu a criação de duas comissões para acomodar o PSD sem que outros partidos percam espaço. “O PR defende a criação de novas comissões”, disse. Atualmente existem 20 comissões permanentes na Câmara dos Deputados.

Enquanto as comissões não forem instaladas, vários projetos de lei ficarão parados. Antes de serem votadas no plenário da Câmara, as propostas são apreciadas na Comissão de Constituição e Justiça e em comissões de área relacionada ao teor do projeto. “Não tem prazo para a instalação. O desafio é produzir uma saída [para acomodar o PSD]”, disse Chinaglia.

Com Do G1, em Brasília

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *