Willames Costa

Compromisso com a informação

Nacional Política

Dilma sinaliza que PMDB terá 6 ministérios, dizem fontes

Após uma reunião de quase seis horas na segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff sinalizou ao vice-presidente Michel Temer que dará mais uma pasta ao PMDB na reforma ministerial, que deve ficar com os Ministérios de Portos e de Ciência e Tecnologia, mas perder o controle do Turismo, disseram duas fontes que ouviram o relato de Temer.

O desenho apresentado pela presidente agrada ao PMDB, mas ainda pode sofrer mudanças, segundo as duas fontes, que falaram à Reuters sob condição de anonimato.

​A presidente deve dar sequência às mudanças já anunciadas no primeiro escalão nos próximos dias. Dilma precisa substituir ministros que deixam o governo por causa das eleições e pretende aproveitar para ampliar a aliança partidária para tentar a reeleição. Hoje, o PMDB está à frente da Previdência Social, do Turismo, da Agricultura, da Aviação Civil e de Minas e Energia.

A presidente já colocou Aloizio Mercadante na Casa Civil, deixada por Gleisi Hoffmann para concorrer ao governo do Paraná, Arthur Chioro à frente da Saúde, no lugar de Alexandre Padilha, que disputará o Estado de São Paulo. Além disso, nomeou Thomas Traumann, ex-porta-voz da Presidência, para a Secretaria de Comunicação Social, no lugar da jornalista Helena Chagas. O Ministério da Educação, deixado por Mercadante, será dirigido pelo ex-secretário-executivo da pasta José Henrique Paim.

Como o ministro do Turismo, Gastão Vieira, deve sair para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados, Dilma pretende agregar o PTB à sua aliança para a reeleição e dará a pasta aos petebistas.

A Secretaria Especial dos Portos, que estava sob comando do PSB até setembro do ano passado quando a legenda deixou o governo, será comandada agora pelo PMDB. O mais provável é que o senador Vital do Rêgo (PB) assuma o posto, já que é um nome de consenso no partido e Dilma não tem objeções à indicação, disse uma das fontes.

Dilma também deve passar o Ministério de Ciência e Tecnologia, hoje comandado por Marco Antônio Raupp, para o PMDB. Ainda não há um nome definido para o posto. Caberá à bancada da Câmara a indicação desse ministro e do substituto de Antônio Andrade, na Agricultura.

Após a longa reunião com Dilma, da qual participaram o líder do governo no Senado, Eduardo Braga (AM), e os presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), um grupo restrito de peemedebistas varou a madrugada reunido com Temer, no Palácio do Jaburu, analisando as indicações que partido fará.

A presidente também discutiu com Temer as alianças regionais entre PT e PMDB. Há preocupações sobre o andamento das negociações em Estados importantes como Rio de Janeiro, Ceará, Paraná, Minas Gerais e Maranhão.

Mapa eleitoral 2014

Mapa eleitoral 2014

Faltando um ano para as eleições de 2014, quando mais de 140 milhões de eleitores irão às urnas para escolher presidente da República, governadores, senadores e deputados federal e estadual, o jogo político toma um novo rumo, com as definições dos partidos que poderão concorrer e dos possíveis postulantes aos cargos

ReutersReuters – Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *