Willames Costa

Compromisso com a informação

Esporte Pernambuco

Dirigente do Náutico desabafa: ”Vamos sofrer muito na Série A porque somos os mais pobres”

Na coletiva de imprensa em que confirmou as dispensas de 11 jogadores do Náutico, na reformulação do elenco para a disputa da Série A, o vice-presidente de futebol alvirrubro, Toninho Monteiro, fez um desabafo sobre as dificuldades que a equipe alvirrubra deverá ter na competição nacional.

O dirigente disse que o clube é o mais pobre de toda a Série A, que não pode fazer contratações de peso, e adiantou que vai haver sofrimento e muito na busca por salvar o time do rebaixamento. Monteiro disse também que não joga a toalha. Mas, acima de tudo, não vai deixar o clube atolado em dívidas.

Ele explicou a necessidade de tantas dispensas e novas contratações no elenco. “Fizemos uma Copa do Brasil bisonha e um Campeonato Pernambucano ruim. Tem que mudar muito no elenco para a Série A.” Até agora, apenas Márcio Rosário foi anunciado. Alessandro, lateral-direito, é outro que pode ser anunciado a qualquer momento. “Só quando assinar o contrato”, disse Toninho, admitindo que o jogador deve ter chegado ao Recife nesta quarta-feira. A diretoria não revela os nomes até a assinatura do contrato, mas nos bastidores especula-se a vinda do atacante Ricardo Bueno, do Palmeiras, dos volantes Martinez, ex-Palmeiras, e Fabiano, ex-Santos, São Paulo e Sport.

Acima, vídeo com um trecho da coletiva de Toninho Monteiro, no CT Wilson Campos. Abaixo, a transcrição

Estamos pagando todos os nossos deveres de salários, de pagamentos à Justiça por dívidas passadas.

Qual o tamanho do bolso do Náutico para contratações?

Desse tamanhinho… O Náutico é o clube mais pobre na Série A.

Mas vai ter que abrir o caixa para poder permanecer na Série A?

Abrir o caixa como? Se endividar? Aí todos vão dizer que somos irresponsáveis. O Náutico vai fazer o que puder fazer. Eu não vou mentir de trazer A, B ou C de 200 mil reais para deixar a trolha para meu sucessor. Eu não faço isso. Se for para fazer futebol assim, eu não faço. Eu não vou ser marcado como um dirigente, nem eu nem Paulo Wanderley, a ser culpado por deixar a trolha para os outros. De irresponsável ninguém vai me chamar. Eu posso errar no time, contratar errado. Geralmente a margem é de 30%. Acabou ultrapassando. Eu vou fazer o que eu posso. E se for para fazer o que eu posso, e ter sacrifício e levar pau da imprensa e da torcida, vou levar, não tem problema nenhum. Eu tenho a casca grossa. Agora loucura eu não vou fazer. Só vou fazer o que clube puder arcar. Quando você tem dinheiro, a margem de erros é menor. Eu queria trazer o Bill, que foi para o Santos. R$ 180 mil. Você acha que o Náutico tem condições de trazer o Bill? Não tem. Então vá para o Santos, porque eu não posso pagar. Eu vou ter que arriscar.

O Náutico se arrepende de não pagar o R$ 1,8 milhão ao Cruzeiro para adquirir os direitos econômicos de Kieza?

Se alguém chegasse aqui e botasse o R$ 1,8 milhão para o Cruzeiro… Quem falou isso, que arrume o R$ 1,8 milhão. Aí eu pago. É muito fácil falar. O Náutico tem que ter ética. Mais uma vez eu quero encerrar a conversa de Kieza: o Cruzeiro pediu para o clube não mais negociar com Kieza para não interferir na negociação dele para a Arábia. O Náutico, como instituição séria, teve que parar as negociações. O resto é conversa fiada de quem não sabe. O Náutico não tem. Isso é business, é negócio. A mercadoria custa R$ 1,8 milhão, se não tem, outro paga. O Náutico não tem condições de pagar isso. É simples. Vamos ter que sofrer. Vai ser um campeonato duro. Vamos sofrer muito. Não esperem o Náutico voando não. Vai ser cacete. Vai ser sofrimento. Porque nós somos pobres. Nós somos de uma região pobre. E futebol se faz com dinheiro. E cada vez que vou a São Paulo ou ao Rio eu me convenço disso. Nós diretores, presidentes, nós somos heróis. Administrar um clube com um passivo enorme, dar entrevista, dar a cara para bater. Não reclamo disso. Sou um homem de responsabilidade. A responsabilidade é minha pelo que aconteceu neste ano e no segundo semestre do ano passado.

Fonte: Do Blog do Torcedor

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *