Willames Costa

Compromisso com a informação

Mundo

Disputa acirrada em Iowa sinaliza fraquezas de Romney

O ex-governador de Massachusetts Mitt Romney –que venceu ontem o caucus de Iowa, primeira etapa oficial da corrida presidencial americana– deixa o Estado com os mesmos problemas que o derrubaram na disputa republicana em 2008, segundo apontou o jornal “The Washington Post” nesta quarta-feira.

Romney ficou apenas oito votos à frente do concorrente Rick Santorum, ex-senador da Pensilvânia, sendo que ambos terminaram com a mesma porcentagem de 24,5% dos votos. O Partido Republicano anunciou que 122 mil eleitores participaram do evento.

Em terceiro lugar, com 21,4%, ficou o deputado libertário Ron Paul, do Texas, que vencera uma simulação eleitoral no Estado.

De acordo com o “WP”, o desempenho de Romney em Iowa sinaliza os grandes problemas que ainda o perseguem: a desconfiança do eleitorado em relação a seu conservadorismo, a dificuldade para se conectar com os eleitores e uma incapacidade para consolidar o apoio dos outros republicanos a sua candidatura.

O resultado consolida o favoritismo de Romney, que lidera as pesquisas para a eleição primária de New Hampshire, próxima etapa da disputa, na semana vem. Mas os números mostram que Romney não conseguiu até agora garantir o apoio da ala mais conservadora do partido, e não abriu uma vantagem confiável.

Robert Haus, um dos coordenadores da campanha do governador do Texas e pré-candidato Rick Perry, afirmou que os resultados deixam dúvidas sobre a capacidade de Romney em unir o partido Republicano.

Rick Wilking/Reuters
Mitt Romney abraça a mulher Ann após falar sobre primárias em Iowa, onde venceu por oito votos
Mitt Romney abraça a mulher Ann após falar sobre primárias em Iowa, onde venceu por oito votos

De acordo com a agência de notícias Associated Press, porém, o ex-governador de Massachusetts pode receber um grande impulso em breve. Uma fonte não identificada citada pela AP afirmou que o senador John McCain, que disputou as eleições de 2008 com Obama, planeja dar seu apoio a Romney ainda nesta quarta-feira, buscando angariar suporte de mais partes do partido Republicano.

A ação de McCain, junto com a vitória em Iowa, consolidaria a condição de Romney como favorito para disputar a eleição de novembro contra o presidente dos Estados Unidos, o democrata Barack Obama.

Em 2008, Romney deixou Iowa abalado após gastar US$ 10 milhões e terminar em segundo lugar.

VITÓRIA

Mitt Romney afirmou em discurso na noite de terça para quarta-feira que está ansioso por uma longa disputa pela indicação dos republicanos para disputar as eleições com Barack Obama. “Temos muito trabalho a fazer”, disse ele. “Agora, vamos a New Hampshire”.

Ele criticou Obama, ressaltando que o presidente administrou mal questões diplomáticas, econômicas e de deficit público. “Essa tem sido uma presidência falha”, afirmou. “O presidente pode ser uma boa pessoa, mas perdeu a cabeça”.

Antes da apuração terminar, Romney também já havia celebrado seus resultados e cumprimentou Santorum pelo que “de um jeito ou outro já era uma vitória”.

Editoria de Arte/Folhapress

Nos últimos meses, vários candidatos despontaram nas pesquisas como sendo a alternativa conservadora a Romney. Mas foi Santorum –até recentemente um mero coadjuvante na disputa– que encarnou esse papel no dia do caucus (assembleia de eleitores equivalente a uma eleição primária).

Santorum falou por mais de 15 minutos sobre sua infância, sua religião e sua visão defesa do livre mercado, sem contudo poupar seu partido de críticas pelos problemas no Congresso.

“Não estamos fazendo certo em Washington só cortando impostos e equilibrando o Orçamento”, disse.

Apenas um candidato, o governador Rick Perry, sinalizou que deve abandonar a disputa após o frustrante quinto lugar em Iowa. “Decidi voltar ao Texas, avaliar os resultados do caucus desta noite, determinar se há um caminho para que eu avance nesta corrida”, disse Perry.

Editoria de Arte/Folhapress

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *