Willames Costa

Compromisso com a informação

Brasília Distrito Federal

Distrito Federal adianta vacinação contra H1N1 para a próxima segunda-feira

1011736-11042016_abr2544b-001

A vacinação contra a gripe na rede pública do Distrito Federal começará na próxima segunda-feira (18), uma semana antes do previsto inicialmente pela Secretaria de Saúde. Serão vacinadas crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, mulheres com até 45 dias pós-parto e os trabalhadores de saúde das redes pública e privada. A vacina que será aplicada é a trivalente, que protege contra Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B (subtipo Brisbane).

A campanha nacional de vacinação começa no dia 30 de abril, porém, os estados podem começar a imunizar à medida que recebem os lotes da vacina. A decisão do Distrito Federal de adiantar a campanha considerou o aumento atípico de infecções por H1N1 para o período. Segundo último boletim, três pessoas morreram infectadas pelo vírus no DF desde o início do ano. Em 2015, a unidade da federação não registrou nenhuma morte causada pela doença.

Segundo a Secretaria de Saúde, o Distrito Federal recebeu do Ministério da Saúde 260.720 doses das 620 mil que serão disponibilizadas pelo governo federal para a região. A previsão é que na capital sejam vacinadas 609 mil pessoas.

A primeira etapa da vacinação no DF vai atingir 295 mil pessoas e será oferecida em todos os centros de saúde da rede pública, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

A partir do dia 30 de abril, em uma nova etapa, a vacinação será estendida a pessoas com mais de 60 anos, povos indígenas, presos e funcionários do sistema prisional, e pessoas com doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais, que também fazem parte do público-alvo.

Os principais sintomas do H1N1 são febre acima de 37,8ºC – sendo mais acentuada em crianças –, infecção aguda das vias aéreas, calafrios, mal-estar, dor de cabeça, dores no corpo, garganta e articulações, prostração, coriza e tosse seca. Em alguns casos é possível a ocorrência de vômito, diarreia, fadiga e rouquidão.

Fonte: EBC

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *