Willames Costa

Compromisso com a informação

Esporte

Em sabatina, Andres revela salário e arranca risos ao falar de Ronaldo e Teixeira

O presidente licenciado do Corinthians e atual diretor de seleções da CBF, Andres Sanchez, por diversas vezes arrancou risos da plateia que estava na sabatina promovida pela Folha, em parceria com o UOL, nesta segunda-feira no Teatro Folha.

Veja mais sobre a sabatina com Andres
Veja galeria de fotos da sabatina

A primeira risada generalizada do público ocorreu logo no início da sabatina, quando foi questionado sobre as denúncias contra o presidente da CBF, Ricardo Teixeira.

“Não ponho a mão no fogo por ninguém, nem por mim”, disse Sanchez, que contou que ganha R$ 75 mil por mês da CBF.

Juca Varella/Folhapress
Andres Sanchez, presidente licenciado do Corinthians e atual diretor da CBF, durante sabatina; clique na foto e veja galeria
Andres Sanchez, presidente licenciado do Corinthians e diretor da CBF, em sabatina; clique na foto e veja galeria

Eram mais de cem pessoas no teatro, quatro delas vestindo camisa do Corinthians e três filmando a sabatina em boa parte do tempo.

O dirigente respondeu às perguntas de José Henrique Mariante, editor do caderno “Esporte” da Folha, Mônica Bergamo, colunista da Folha, Eduardo Scolese, secretário-assistente de redação do jornal, e Ricardo Perrone, blogueiro do UOL, além de questões da plateia.

Os risos, aliás, surgiram em grande parte depois de perguntas feitas pelo blogueiro, com quem Sanchez discutiu algumas vezes.

“Alguns blogueiros escrevem coisas particulares da minha vida”, respondeu o dirigente. “Mas não vou dar moral para o seu blog”, emendou, arrancando mais risos do público.

Algumas risadas também vieram depois de brincadeiras do corintiano (como fez questão de ressaltar em diversos momentos).

Foi assim quando falou das diferentes formas pelas quais a imprensa, segundo ele, se refere ao futuro estádio do Corinthians. “Itaquerão, Lulão, Andresão, Invejão”.

Também fez rir quando disse que chama Ronaldo de gordo, sem tom pejorativo.

Em relação ao cargo na CBF e a influência nos rumos da Copa-2014, brincou que os idosos deveriam ter desconto no “meio-churrasco, meia-pizza, meia-refeição”, pois seria mais importante que a meia-entrada para entrarem nos estádios em dias de jogos.

Andres também confirmou que gosta de balada e sai com jogadores. “Gosto de mulher, graças a Deus”. E os risos voltaram à plateia.

Leia abaixo mais trechos da sabatina:

LULA

“A única coisa que ele fez de forma efetiva foi na projeção do estádio, quando falaram que ia custar R$ 1 bilhão. Falei para ele [Lula] que não tinha condições de fazer uma obra assim”

RELIGIÃO

“Culto, comigo não vai ter. Não sou contra religião. Acho que os cultos [religiosos] não atrapalham. Mas sou contra”

CONVOCAÇÃO

“Posso proibir uma convocação por problema disciplinar. Mas quem convoca é o treinador”

NEYMAR

“Na primeira [proposta], eu tinha [vendido]. Não é por negociata como alguns insinuam. Eu não sei se o jogador vai quebrar uma perna, a mulher vai trair ele e ele vai enlouquecer. Então, o clube precisa vender”

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *