Willames Costa

Compromisso com a informação

Brasil

Estudante é condenado por tentar matar professora no RS

Um estudante de técnica de enfermagem foi condenado a dez anos e seis meses de prisão no Rio Grande do Sul por agredir uma professora com cadeiradas e socos.

De acordo a Promotoria, Rafael Soares Ferreira, que estudava em uma escola privada de Porto Alegre, tentou matar a vítima por estar insatisfeito com uma nota baixa e, só não conseguiu, porque outras pessoas intervieram.

Segundo a decisão do juiz, a professora teve sequelas. Ela quebrou dentes, fraturou os braços e desmaiou com as agressões.

O julgamento do caso, no Tribunal do Júri de Porto Alegre, foi na segunda-feira (5). O espancamento ocorreu em novembro de 2010 –à época, o estudante tinha 25 anos. Ferreira já estava preso em uma penitenciária de segurança máxima e não poderá responder em liberdade.

A Promotoria ainda afirma que ele agrediu, na mesma ocasião, uma outra pessoa que quis impedir que sua fuga da escola, mas a Justiça o absolveu dessa acusação. Foram considerados agravantes para a condenação motivo fútil e meio cruel que dificultava a defesa da vítima.

OUTRO LADO

Folha não conseguiu localizar o advogado de Ferreira para comentar a decisão. Em ocasiões anteriores, a defesa dele admitiu as agressões.

À Justiça o réu negou ter tentado matar a professora.

Segundo consta no processo, ele disse que a agrediu “para sair da sala onde estava sendo mantido preso”. O acusado não tinha antecedentes criminais.

Com a Folha.com

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *